Ivan Storti/Santos FC
Ivan Storti/Santos FC

Vice do Grêmio admite melhora do Inter: 'Vai ser um clássico muito bem disputado'

Após empate com o Santos por 0 a 0 em São Paulo, Duda Kroeff projeta partida contra o maior rival no domingo

Estadão Conteúdo

07 Setembro 2018 | 09h50

O foco do Grêmio está agora todo voltado para o clássico contra o Internacional, neste domingo, no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre, pela 24.ª rodada do Campeonato Brasileiro. Após o empate sem gols contra o Santos, na quinta-feira, em São Paulo, o vice de futebol gremista, Duda Kroeff, comparou os momentos dos times nos clássicos do primeiro e do segundo turno do Brasileirão.

"Tem algumas alterações: naquela época, o Grêmio estava em três competições, agora, em duas (foi eliminado da Copa do Brasil e segue na Copa Libertadores). O Inter continua só em uma. Melhorou muito e vai ser um clássico muito bem disputado", projetou o dirigente sobre o Gre-Nal de número 417 na história.

Para o clássico, o técnico Renato Gaúcho deverá escalar o que tem de melhor à disposição. Apenas o atacante Everton e o zagueiro argentino Kannemann estarão fora por estarem servindo as suas seleções nacionais. "A gente já poupou jogadores. Hoje (quinta-feira) não foi o caso: jogou quem podia. Vai haver ocasiões daqui para frente que teremos que poupar, mas hoje não foi o caso. Amanhã (sexta) vamos saber conversando com os médicos. Acho que quem não jogou hoje tem possibilidades de jogar", avaliou Duda Kroeff.

No Pacaembu, um lance polêmico gerou muita discussão sobre a arbitragem. O zagueiro Pedro Geromel teria cometido falta no atacante Rodrygo dentro da área, mas o goiano Wilton Pereira Sampaio não assinalou pênalti. Para o clássico, a Comissão de Arbitragem da CBF definiu que o carioca Péricles Bassols Pegado Cortez, que trabalha para a Federação Pernambucana de Futebol, será o árbitro.

Duda Kroeff preferiu não comentar muito sobre o assunto. "Sobre o árbitro do Gre-Nal, está tudo OK. Desejo sorte", finalizou o dirigente.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.