Vice-presidente da Fifa apóia candidatura inglesa à Copa de 2018

O vice-presidente da Fifa Jack Warneracredita que a Inglaterra esperou tempo o suficiente paravoltar a abrigar uma Copa do Mundo e é favorável à candidaturado país para receber o torneio em 2018. Warner já criticou o papel da Inglaterra no futebol e emagosto passado ele disse que faria o possível para evitar queos ingleses tivessem a sede da competição pela primeira vezdesde 1966. Os comentários dele provocaram um protesto de GeoffThompson, ex-presidente da Associação Inglesa, mas agoraWarner, presidente da Confederação das Américas do Norte,Central e Caribe (Concacaf), parece ter mudado de posição. "A hora chegou" para a Inglaterra abrigar outra Copa doMundo", disse ele em entrevista à Sky Sports News naquinta-feira. "É a hora da Inglaterra. A verdade é que eles inventaramesse esporte. Eles receberam a Copa do Mundo pela última vez há42 anos. São quase duas ou três gerações. Esses caras naInglaterra nunca viram uma Copa do Mundo em território inglês." Warner, no entanto, sustentou que a Inglaterra não épopular entre os vizinhos europeus na Uefa. "Eu critiquei a Associação Inglesa. Parece haver algum tipode situação na qual a Inglaterra foi marginalizada, mas se avez da Inglaterra for em 2018 eu ficaria feliz por eles. Noentanto, de tempos em tempos, essa não é a visão coletiva naEuropa." Warner, apesar de ser rodeado de controvérsias, é um membroinfluente da Fifa e é próximo do presidente da entidade, JosephBlatter.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.