Vice-presidente do Flamengo rebate críticas de Luxemburgo

A direção do Flamengo rebateu na tarde desta terça-feira as críticas feitas pelo técnico Vanderlei Luxemburgo, demitido no dia anterior. O vice-presidente de futebol, Alexandre Wrobel, desconversou ao explicar a queda do treinador e confirmou o auxiliar Jayme de Almeida no comando do time na partida contra o Náutico, na quarta, pela Copa do Brasil.

Estadão Conteúdo

26 de maio de 2015 | 19h19

Mais cedo, Luxemburgo se mostrou contrariado pela demissão e afirmou que os membros da direção "não entendem de futebol". "Respeito isso, é opinião dele e temos que respeitar. Acho que a gente entende um pouco, pois o contratamos, mas não temos o que falar em relação a isso", amenizou Wrobel.

Segundo o dirigente, pesou para a demissão do técnico o desempenho do time nas últimas partidas. Sem nenhuma vitória no Brasileiro, o Flamengo amarga a zona de rebaixamento. "O time não vinha jogando bem, o grupo é qualificado e tem de estar em uma posição melhor para chegarmos em algum lugar." Mas Wrobel negou que a decisão tenha sido tomada por causa da postura e declarações do técnico sobre a gestão do clube, conforme Luxemburgo sugeriu pela manhã.

O comando de Jayme deve durar pouco, pois o Flamengo já analisa o mercado à procura de um novo técnico. O dia foi de reuniões para traçar um perfil do profissional adequado ao momento. "Jayme comanda o time amanhã (quarta-feira)", comentou Wrobel. "Mas estamos estudando (o mercado), para dar o tiro certo. É uma questão interna, não existe um nome discutido e esperamos anunciar em breve."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.