Ricardo Duarte/Internacional
Ricardo Duarte/Internacional

Vice-presidente do Inter banca permanência de Coudet: 'Tem toda a confiança'

Sob o comando do técnico argentino, a equipe colorada não venceu nenhum Gre-Nal na temporada

Redação, Estadão Conteúdo

24 de setembro de 2020 | 20h47

O técnico Eduardo Coudet ganhou um voto de confiança da diretoria do Internacional após mais uma derrota diante do Grêmio na temporada, quarta-feira, pela Copa Libertadores. O vice-presidente de futebol, Alessandro Barcellos, saiu em defesa do comandante e garantiu sua permanência. "O Coudet é um grande treinador, já demonstrou isso. Ele tem toda a confiança da diretoria."

Barcelos convocou uma coletiva na tarde desta quinta-feira para dar respaldo ao trabalho do técnico, um dia após a equipe levar 1 a 0 do Grêmio e chegar ao 10° clássico sem vitória.

A torcida do Internacional está de cabeça inchada após a quarta derrota no ano para o arquirrival em cinco jogos no ano e começa a questionar o treinador.

Pior que os resultados ruins diante do time de Renato Gaúcho, pesa o fato de o Inter de Coudet não ter anotado um mísero gol em cinco confrontos. Muitos questionam o técnico por ser "freguês" do arquirrival.

A direção colorada prefere avaliar o trabalho como um todo. "Há poucos dias a gente estava liderando o Campeonato Brasileiro e as avaliações eram positivas", defendeu Barcellos, que garante nem pensar na hipótese de saída. "Ela sequer existe."

Sobre os tropeços - três derrotas em quatro jogos -, acredita que foi culpa dos desfalques. E aposta em reação já diante do São Paulo, neste sábado. "Estamos em um processo de mudança na forma de jogar. Tivemos a chegada de alguns jogadores, a perda de outros por lesão. Mas acreditamos que seja possível retomar o futebol de intensidade, marcação alta e atingir os resultados que esperamos", frisou Barcellos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.