André Lessa/AE
André Lessa/AE

Viciado em treinos, Ronaldo mostra por que é o Fenômeno

Atacante do Corinthians costuma trabalhar mais do que os companheiros para aprimorar o seu talento

Marcel Rizzo - Jornal da Tarde,

25 de abril de 2009 | 19h53

SÃO PAULO - Todo dia é igual: acaba o treinamento, Ronaldo pega a bola e fica pelo menos mais 30 minutos cobrando pênaltis ou faltas. O fato de ter sido três vezes eleito o melhor jogador do mundo não o impede de trabalhar mais do que os companheiros, que já têm um novo apelido para o Fenômeno: "viciado em treinos".

Veja também:

linkCorinthians faz treino secreto antes da final contra o Santos 

forum VOTE - Qual time vai ser o campeão paulista de 2009?

especialSantos x Corinthians, o mais antigo clássico paulista

especialDê seu palpite no Bolão Vip do Limão

"Isso foi em toda a carreira dele. Não é apenas porque precisava se recuperar fisicamente", explicou o fisioterapeuta Bruno Mazzioti. Desde que se apresentou ao clube, no final de dezembro, Ronaldo já perdeu dez quilos.

Para quem pergunta ao craque porque se esforçar tanto já que não precisa provar mais nada, a resposta serve para aqueles garotos que pensam em se tornar jogadores: "Você nasce com o talento, mas é preciso aprimorar para ser o melhor". E Ronaldo quer voltar a ser o melhor. "Ele é o que mais treina aqui, por isso está tão bem em campo", analisou o volante Elias.

Quem acompanhou o Fenômeno no auge de sua carreira na seleção brasileira lembra que ele também era o último a sair do gramado. Às vezes, as entrevistas demoravam mais de uma hora para começar porque ele estava aprimorando as finalizações no campo.

Não foi à toa que Ronaldo desbancou Chicão como cobrador oficial de penalidades. Por enquanto, o camisa 9 fez apenas um gol, dos seis que marcou, dessa maneira, mas porque só houve um pênalti enquanto esteve em campo. "O Ronaldo cobra o pênalti porque é o que treina mais esse fundamento", explicou o técnico Mano Menezes.

E não são apenas faltas e pênaltis que Ronaldo trabalha. Sob orientação de Mano, há uma jogada ensaiada entre Ronaldo e André Santos que foi fruto do bate-papo de quarto da concentração: na falta pela esquerda, André salta a bola e corre para a linha de fundo. Ronaldo finge que vai chutar e rola para o companheiro. Por enquanto ainda não saiu gol, mas se depender da dedicação do Fenômeno...

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.