Bruno Cantini / Atlético-MG
Bruno Cantini / Atlético-MG

Victor admite falta de entrosamento, mas vê Atlético-MG em evolução no Brasileiro

Experiente goleiro destaca dificuldade da equipe para lidar com lesões e mudanças no elenco, mas demonstra otimismo com o futuro

Estadao Conteudo

03 Agosto 2018 | 20h21

O goleiro Victor reconheceu que o Atlético Mineiro tem sofrido para entrosar o time após lesões, saídas e chegadas de jogadores, e que essa dificuldade é um dos motivos da oscilação do time no Campeonato Brasileiro. Apesar da irregularidade, o jogador vê o Atlético no caminho certo.

+ STJD pune atleticanos por incidentes em jogo contra o Palmeiras

+ Thiago Larghi indica Atlético-MG para encarar Inter com duas novidades

+ José Welison assegura que objetivo do Atlético-MG é vencer o Brasileirão

"Não que sirva como desculpa, mas a gente sabe o quanto é difícil remontar um time no meio da temporada. Então, é trabalho, continuidade. A gente tem buscado onde há necessidade de evolução e tentando trabalhar essas situações nos treinamentos para conseguir o equilíbrio ideal e fazer com que as vitórias venham com mais tranquilidade", disse o goleiro.

"Mas é claro que nosso objetivo é sempre a conquista e sabemos que, com o futebol que a equipe vem mostrando e com o potencial de evolução que cada um tem, podemos brigar por isso e, dentro de campo, cada um tem buscado fazer o seu melhor para que isso aconteça", completou Victor.

Na parada da Copa do Mundo, o clube perdeu dois titulares: o zagueiro Bremer, vendido ao Torino, da Itália, e o atacante Roger Guedes, negociado com o Shandong Luneng, da China. Guedes vivia grande fase, era o principal jogador do time e artilheiro do torneio nacional, com nove gols. Além disso, o volante Gustavo Blanco sofreu uma lesão que só permitirá o seu retorno aos gramados em 2019.

Em compensação, o clube se manteve ativo no mercado e trouxe reforços. De uma lista grande de caras novas, o volante José Welison, que chegou do Vitória, e atacante Yimmy Chará, comprado junto ao Junior Barranquilla, da Colômbia, são os que mais têm atuado e viraram logo titulares do técnico Thiago Larghi.

Victor crê que o time mineiro está no rumo certo, e valorizou a atual campanha na competição, em que o Atlético é o quarto colocado, com 27 pontos, sete a menos que o líder Flamengo. "Às vezes, existe um pessimismo grande de algumas pessoas em relação ao trabalho que vem sendo feito, mas ficar em quarto lugar no Brasileiro, brigando na parte de cima da tabela, é algo que tem que ser valorizado porque é um campeonato muito difícil", finalizou.

 

 

Mais conteúdo sobre:
Atlético Mineiro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.