Bruno Cantini/Atlético-MG
Bruno Cantini/Atlético-MG

Goleiro Victor admite pressão sobre o Atlético-MG na Libertadores

Equipe mineira enfrenta o Nacional do Uruguai nesta terça-feira, em Montevidéu

Redação, Estadão Conteúdo

11 de março de 2019 | 17h55

Depois da derrota do Atlético Mineiro na estreia na Copa Libertadores, o goleiro Victor admitiu nesta segunda-feira que o duelo contra o Nacional, na terça, será decisivo para as pretensões da equipe brasileira no Grupo E da competição sul-americana. A partida será disputada em Montevidéu.

"Temos de transformar a pressão que estamos sofrendo em concentração para conseguirmos fazer nosso melhor jogo", disse o goleiro, já no desembarque da equipe na capital uruguaia.

O Atlético-MG perdeu o primeiro jogo, quarta-feira passada, no Estádio Independência, em Belo Horizonte, diante do Cerro Porteño, do Paraguai, por 1 a 0. O resultado deve fazer a equipe entrar pressionada em campo nesta terça. "Temos de buscar os pontos perdidos em casa para não ter de correr atrás do prejuízo nas últimas rodadas", afirmou Victor.

Atlético-MG e Zamora, da Venezuela, ainda não somaram pontos na competição, enquanto Nacional e Cerro somam três pontos cada. Por isso, os jogos da segunda rodada ganharam grande importância.

Se na Libertadores a situação do Atlético-MG é tensa, no Mineiro o time do técnico Levir Culpi lidera a fase de classificação, com 22 pontos, um à frente do América, adversário do domingo. O Cruzeiro, arquirrival, soma 19.

Mais conteúdo sobre:
Atlético Mineirofutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.