Bruno Cantini/Atlético
Bruno Cantini/Atlético

Victor elogia reforços do Atlético-MG e aposta na volta da força do Horto em 2018

Goleiro acredita no aprendizado do clube após temporada aquém do esperado em 2017

Estadão Conteúdo

11 Janeiro 2018 | 18h46

Fator decisivo para muitas vitórias do Atlético Mineiro, especialmente na conquista da Libertadores de 2013, o Independência, mais conhecido pelos atleticanos por Horto, é uma das apostas do goleiro Victor para que a temporada que está prestes a começar seja vitoriosa.

+ Maidana evita falar do São Paulo e quer 'marcar nome na história' do Atlético-MG

"Espero que 2018 seja um ano de grandes conquistas e que 2017 tenha servido como aprendizado para que possamos recuperar nossa força, principalmente jogando em casa, que era nosso ponto forte. Pelas características dos jogadores que temos aqui hoje, temos tudo para fazer do Horto, novamente, uma das nossa armas", afirmou.

Na temporada passada, o Horto perdeu sua "mística" e esteve longe de fazer a diferença em favor do Atlético-MG, que foi eliminado em casa nas oitavas da Libertadores, e perdeu oito jogos em seu domínio no Campeonato Brasileiro. Para Victor, no entanto, com os novos reforços, o desempenho pode melhorar em 2018.

"Talvez não tenham o status de estrela dos jogadores que tínhamos no ano passado, mas não dá para dizer que um Ricardo Oliveira não tem história, não é um jogador forte e que seja decisivo. O Erik e o Róger Guedes, que foram campeões brasileiros, por mais que não tenham tanta grife, são jogadores vitoriosos e tenho certeza que vieram para conquistar títulos", elogiou.

Além de Ricardo Oliveira, Erik e Róger Guedes, elogiados pelo goleiro, o clube mineiro contratou o zagueiro Iago Maidana, o lateral-direito Samuel Xavier e o volante Arouca. A postura da diretoria atleticana é de austeridade, visto que aliviou a folha salarial com a venda de Fred ao Cruzeiro e ao não renovar com Robinho, o que Victor vê com bons olhos.

"As contratações foram pontuais, peças que atendem carências que existiam em relação ao ano passado. Então, vejo o início do ano de forma bastante otimista, bastante positiva. Os treinamentos têm sido muito bons e creio que têm tudo para dar grandes resultados. Os jogadores que foram contratados são de muita capacidade", acrescentou o goleiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.