Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Victor Ferraz celebra gol, mas lamenta empate do Santos: 'Merecíamos vencer'

Lateral-direito marca para os santistas em empate por 1 a 1 com o Corinthians

Estadão Conteúdo

06 Junho 2018 | 23h14

O Santos foi a São Paulo e voltará para casa com um ponto a mais, após o empate por 1 a 1 no clássico com o Corinthians, nesta quarta-feira, pelo Campeonato Brasileiro. Victor Ferraz foi autor do único gol dos visitantes e celebrou o feito, mas não escondeu a insatisfação com os gols perdidos pelos seus companheiros.

+ TABELA - Classificação do Brasileirão

+ TEMPO REAL - Corinthians 1 x 1 Santos

"Jogamos muito bem, mas o empate não está de bom tamanho. O Santos sempre joga para ganhar, foi o que a gente tentou fazer. Se tivesse um vencedor, teria que ser o Santos. Tivemos muitas oportunidades com caras que não perdem esses gols. Isso acontece, mas tenho certeza que vai mudar", declarou em entrevista ao SporTV na saída do gramado.

Victor Ferraz inclusive levou um cartão amarelo na comemoração, ao mostrar o símbolo do Santos na direção da torcida do Corinthians. O lateral garantiu que não teve qualquer intenção de provocar os rivais. "Não foi confusão. Todo mundo conhece minha índole, e nunca ia desrespeitar um rival. Não provoquei, estava só mostrando o símbolo, tinha algumas câmeras ali", explicou.

Responsável por uma grande defesa em finalização de Pedrinho no segundo tempo, Vanderlei também teve motivos para comemorar. Afinal, evitou a derrota no dia em que completou 200 jogos com a camisa do Santos. E o jogador concordou com seu companheiro na análise da partida.

"É uma marca importante, a gente sabe que poucos atletas chegam nesse momento, de tantos jogos por um time tão importante. Mas a gente devia ter saído com a vitória, criamos diversas chances. Mas futebol é assim, infelizmente não vencemos", apontou.

Gabriel foi quem mais desperdiçou oportunidades pelo Santos. A primeira, um gol praticamente feito, após saída errada de Walter, no primeiro tempo. Na etapa final, perdeu outro grande momento, de frente para o goleiro corintiano, quando jogou para fora.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.