Ivan Storti/Divulgação
Ivan Storti/Divulgação

Victor Ferraz elege Renato como inspiração e quer se aposentar no Santos

Lateral elogia companheiro por longa carreira como jogador e reitera plano de continuar no clube por mais tempo

Estadão Conteúdo

20 Setembro 2018 | 18h58

Um dos atletas há mais tempo no elenco do Santos, o lateral Victor Ferraz foi o escolhido para conceder entrevista coletiva nesta quinta-feira e falou bastante sobre sua trajetória no clube. Aos 30 anos e vivendo novamente bom momento, o jogador ignorou a possibilidade de uma proposta de fora e manifestou o desejo de se aposentar com a camisa alvinegra.

"É um grande desejo meu ficar aqui, não tenho essa vontade toda de futebol europeu, sair do País. Pode acontecer, tudo pode mudar, mas não é algo que eu tenho como meta. Espero que o Santos continue me querendo por muitos anos, porque tenho condições de jogar em alto nível", declarou.

Victor Ferraz voltou a ser titular absoluto do Santos com Cuca, após viver um período de baixa sob o comando de Jair Ventura e, inclusive, perder a vaga. Seu bom momento coincide com a arrancada do próprio time, que deixou a briga contra o rebaixamento para se aproximar da zona de classificação à Libertadores.

"Sou muito grato por tudo que está acontecendo, o novo momento, ter conseguido dar a volta por cima. Para muitos jogadores, o melhor seria procurar novos ares, mas tinha na minha cabeça que queria trabalhar mais e tentar dar essa volta por cima", afirmou.

Se o desejo é marcar na história santista, Victor Ferraz tem um companheiro de elenco como inspiração. Ele explicou que se espelha no volante Renato, um dos grandes nomes do clube nas últimas duas décadas, que se tornou diretor executivo do Santos e se aposentará com a camisa da equipe no fim do ano.

"Me espelho muito no Renato, não só pelos títulos conquistados, mas pela postura. É querido por todos e isso me atrai muito: ser um cara bem quisto não só pelo futebol, mas pela pessoa que você é. E não estou puxando saco porque ele é diretor agora, é a verdade", disse, arrancando risadas dos jornalistas.

De bem com a vida e em boa fase, Victor Ferraz só alertou para os perigos que o Santos deve enfrentar contra o Cruzeiro domingo, no Mineirão, mesmo com a tendência de o adversário entrar com uma escalação reserva. "A equipe reserva deles é compatível com a titular, se você pegar jogador por jogador. Rafael Sóbis, Bruno Silva, Ezequiel, Manoel seriam titulares na maioria dos times da Série A. Então, exige o mesmo respeito e concentração."

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.