JF Diório/Estadão
JF Diório/Estadão

Victor Luis destaca preleção e dedica vitória para Zé Roberto

Para o jogador, o discurso do capitão palmeirense mexeu com seus companheiros antes da partida contra o Osasco Audax

DANIEL BATISTA, O Estado de S. Paulo

02 de fevereiro de 2015 | 16h01

O elenco do Palmeiras se reapresentou na tarde desta segunda-feira, na Academia de Futebol, após a vitória por 3 a 1 sobre o Audax, no último sábado, no Allianz Parque. O assunto, mais do que a primeira vitória no Campeonato Paulista, foi a contundente preleção do lateral-esquerdo Zé Roberto. Para Victor Luis, o discurso do capitão palmeirense mexeu com os jogadores e, por isso, nada mais justo do que dedicar a vitória para ele.

"A melhor resposta que podíamos dar era vencer e jogando bem, como aconteceu", disse o palmeirense, que entrou no segundo tempo da partida. "Não tem nem o que falar da preleção. É de arrepiar e energizar todo mundo. Se alguém estava ''morninho'', ficou energizado. O Zé é uma pessoa que você vê que, apesar da idade, parece um jovem iniciando a carreira, pela vontade que tem, mesmo tendo ganhado tudo", completou o jovem lateral.

Victor Luis aproveita a experiência do companheiro para crescer na carreira. Embora tenha perdido espaço na lateral com a chegada de Zé Roberto, por isso deve ser aproveitado mais no meio de campo, o jovem assegura que está "curtindo" o fato de ter a companhia de alguém tão importante. "É um começo de trabalho e pretendo aprender muito com ele. É um cara vencedor na vida e tudo que puder tirar de positivo dele, eu vou tirar. É um cara vitorioso", completou.

Até mesmo o fato de ver vários reforços chegando para suas posições não é algo que parece abalar o lateral. "Quando vi que chegou o Zé, fiquei muito feliz, de verdade. Os outros reforços, acho natural chegarem pelo ano ruim que tivemos. A nossa vontade é que o projeto dê certo e que possamos brigar pelo título", projetou o polivalente jogador, que gosta mais de atuar na lateral, mas não vê problemas em continuar improvisado como volante.

"Sou lateral, mas em prol do grupo, quero jogar no meio. Quando tiver oportunidade, quero atuar em qualquer posição. Prefiro ser um jogador versátil, atuar em duas ou três posições. A minha vontade é jogar entre os 11", avisou.

O Palmeiras volta a campo nesta quinta-feira para enfrentar a Ponte Preta, às 19h30, no Allianz Parque. E no domingo faz o clássico contra o Corinthians, às 17 horas, também na arena.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.