Victorino reforça Cruzeiro contra o América-MG

O zagueiro Mauricio Victorino vai reforçar o Cruzeiro na partida contra o América Mineiro, domingo, na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas (MG), pela 24ª rodada do Campeonato Brasileiro. Recuperado de uma lesão na coxa esquerda, o uruguaio faz trabalhos físicos há duas semanas e foi liberado para treinar com o restante do grupo pelos médicos do clube.

AE, Agência Estado

13 de setembro de 2011 | 14h50

"O departamento médico me liberou para treinar normal, com o grupo. Estou feliz por isso, e agora já à disposição do treinador para fazer o que ele quiser. Treino físico e com bola, já estou fazendo há duas semanas, estou me sentindo bem e só falta treinar com todo o grupo, para me sentir melhor e voltar à normalidade", comentou.

Victorino se contundiu em 16 de julho, no duelo entre as seleções de Uruguai e Argentina pelas quartas de final da Copa América. Apesar do longo período de afastamento, o zagueiro garante que a falta de ritmo de jogo não afetará seu desempenho, caso seja escalado pelo técnico Emerson Ávila.

"Quero jogar, por mais que a situação seja ruim, para entrar dentro de campo e ajudar os companheiros a tirar o time da situação que está. Eu me sinto bem e acho que já estou pronto para jogar. Se tiver possibilidade de começar jogando, vamos ver como vou sentindo no decorrer dos minutos, mas acho que vou me sentir bem e com capacidade para jogar a partida toda", declarou.

No Campeonato Brasileiro, Victorino participou de apenas um jogo pelo Cruzeiro, contra o Fluminense. Sem vencer há quatro rodadas, a equipe passa por momento conturbado e está apenas em 14º lugar, com 28 pontos. O uruguaio promete ajudar a equipe a se recuperar no torneio.

"A situação não é boa, o time está em uma posição que não era esperada por todo mundo. Mas o time colocou nessa situação e é o mesmo time que tem que sair. Tem tudo para sair, o time é bom, tem bons jogadores, tem que mentalizar, para fazer as coisas bem, sair da situação ruim e subir na tabela", disse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.