AFP
AFP

Vidal assina com o Bayern e festeja 'sonho se tornando realidade'

Meia troca Juventus por time alemão comandado por Guardiola

Estadão Conteúdo

28 de julho de 2015 | 11h33

O Bayern de Munique oficializou nesta terça-feira a contratação do volante Arturo Vidal, que deixou a Juventus para fechar a sua transferência para o clube alemão. O jogador assinou contrato com o clube nesta manhã e fechou acordo para defender a equipe até 2019.

O clube alemão não forneceu detalhes da transação que tirou o jogador chileno dos atuais vice-campeões europeus, mas a mídia italiana reportou nos últimos dias que o Bayern desembolsará 36 milhões de euros, com a possibilidade de o valor subir para 40 milhões com bônus supostamente previstos em contrato, pelo atleta de 28 anos de idade.

Vidal chegou a Munique na última segunda-feira para realizar exames médicos e nesta terça, após ser aprovado nos testes, festejou a sua transferência em entrevista ao site oficial do Bayern. Ao ser questionado sobre quais motivos o levaram a deixar a Juventus, ele destacou que "queria dar um grande passo na carreira, se desenvolver mais como jogador e ganhar títulos mais importantes como a Liga dos Campeões", fatos que ele admitiu ver com "maiores possibilidades" de acontecerem com a camisa da equipe alemã, embora tenha sido vice-campeão europeu na temporada passada.

Campeão da Copa América com o Chile no início deste mês, em título inédito e histórico para o seu país, Vidal admitiu que "não faltou muito" para a Juventus ser campeã de todos os torneios que disputou na temporada, pois a equipe também foi tetracampeã italiana e faturou a Copa da Itália. "Espero agora ter sucesso com o Bayern. Esse deve ser o objetivo", enfatizou.

O fato de voltar a jogar no futebol alemão também empolga Vidal, que anteriormente defendeu o Bayer Leverkusen entre 2007 e 2011. "Estou animado para jogar na Bundesliga novamente e certamente espero ganhar esta (próxima edição do Campeonato Alemão). Com Leverkusen eu não consegui, mas com o Bayern as chances são muito, muito boas", ressaltou.

Vidal estava na Juventus desde 2011, tendo ajudado o time a conquistar o título italiano por quatro temporadas seguidas. Depois disso, o meio-campista teve papel importante na campanha na qual o Chile fez história com o título da Copa América em solo chileno.

Antes disso, porém, ele se envolveu em uma grande polêmica ao bater a Ferrari que dirigia em um dia de folga da seleção, em 16 de junho, sendo que guiava sob influência de uso de álcool depois de deixar uma festa. Após ofender um policial após a batida, ele se desculpou no dia seguinte e mais tarde fechou um acordo com a Justiça chilena para pagar uma indenização e doar materiais esportivos, embora tenha tido a sua licença para dirigir suspensa por dois anos.

Logo após o acidente, Vidal passou uma noite detido e teve, preventivamente, a sua habilitação suspensa por 120 dias, mas continuou defendendo a equipe no torneio. E, pouco dias após ser campeão da Copa América, selou o acordo com a Justiça local.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBayern de MuniqueArturo Vidal

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.