Vila Belmiro não assusta o Barcelona

O Barcelona de Guayaquil sabe que precisa vencer o Santos para continuar vivo na Libertadores da América. Por isso, o técnico Victor Luna quer seu time jogando de igual para igual e afasta a idéia de armar uma retranca para segurar o ímpeto dos santistas e chegar à vitória nos contra-ataques, como a maioria das equipes atua na Vila Belmiro. "Não gosto desse tipo de jogo e vamos jogar pela vitória, como o Santos", disse o treinador. Apesar do cansaço da viagem, os jogadores do Barcelona treinaram na terça-feira à tarde e nesta quarta-feira em dois períodos no CT Rei Pelé. Eles fazem coro a Victor Hugo. O centroavante brasileiro Rodrigo Teixeira acha que a vitória não é uma questão de escolha. "Precisamos desses três pontos para classificar o time e vamos partir em busca desse resultado." Segundo ele, é um perigo o time jogar retrancado. "Não podemos ficar só na marcação", disse o artilheiro do time, que marcou o gol contra o Santos no jogo em Guayaquil. O time equatoriano tem um jogador conhecido dos santistas. É o lateral-esquerdo Fricson George, que jogou uma partida pelo Santos e acabou sendo devolvido ao seu time de origem.Ele teve uma boa atuação na partida anterior entre as equipes e espera que seu time desta vez não perca as oportunidades de gol.Fricson George comentou que o Barcelona está motivado e confiante na classificação. "Podemos até perder essa partida, mas vamos perder jogando", disse ele, contando com os três pontos que igualam a equipe a do Santos, líder do Grupo 7 e da Libertadores da América. O time equatoriano tem quatro pontos, obtidos na vitória contra o Jorge Wilstermann por 4 a 0 e no empate sem gols contra o paraguaio Guarany. O técnico Victor Luna entende que seu time até poderia ter ganho o primeiro jogo, mas lamentou as oportunidades criadas e que não foram transformadas em gols. "Desta vez esperamos que seja diferente." Ele respeita o time do Santos, mas acha que a vitória é possível. "Vai ser difícil para nós, assim como será difícil para o Santos também."

Agencia Estado,

10 de março de 2004 | 18h56

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.