Vila Belmiro terá uma semana agitada

A Vila Belmiro deve ter uma semana agitada. Jogadores podem chegar, enquanto outros, como Deivid, podem estar se despedindo do Santos. Mesmo a situação do técnico Gallo não é confortável e os dirigentes dizem que não pretendem trocar de treinador, mas podem não resistir à tentação de ter novamente Emerson Leão, que está chegando do Japão, no comando do time. Gallo não está sendo responsabilizado pelos diretores pela situação do time, que não vence há cinco jogos e foi desclassificado da Libertadores, mas essa retrospectiva não agrada. A favor do técnico há os problemas enfrentados para escalar a equipe, principalmente com a chamada de Robinho e Léo para a seleção. Três jogadores importantes - Paulo César, Zé Elias e Fabinho - estão machucados e no jogo contra o Fortaleza não pôde escalar também o centroavante Deivid, que cumpriu suspensão automática. Fora isso, há a tensão normal que envolve essa época, em que os clubes europeus começam a contratar reforços. A situação de Robinho é uma incógnita e a dúvida é saber até quando o presidente Marcelo Teixeira agüentará o assédio para negociá-lo. O dirigente já avisou que Robinho só sai no mês que vem com o depósito da multa de US$ 50 milhões, mas o jogador já manifestou a Teixeira a vontade de deixar o clube em busca de maior segurança na Europa. O seqüestro de sua mãe, dona Marina, no final do ano passado, seria a principal motivação para ele deixar o País. Esta semana, Marcelo Teixeira deverá receber uma proposta oficial do Real Madrid e terá de reavaliar a situação. Mas outros problemas deverão causar preocupação ao dirigente. O empréstimo do centroavante Deivid termina no final deste mês e ainda não houve qualquer tipo de acordo com o Bordeaux. O jogador continua dizendo que pretende continuar na Vila Belmiro, mas o clube francês contratou Ricardo Gomes como treinador e pode haver novamente espaço para o atacante na equipe. Também Ricardinho está sendo assediado por clubes europeus, especialmente a Roma. Ele ainda não se manifestou a respeito, mas continua nos planos dos santistas. Goleiro - Henao e Mauro não inspiram confiança e o clube procura um novo goleiro. Mais uma vez o nome de Sérgio surge com força na Vila Belmiro e é a primeira opção dos santistas, que já haviam tentado essa contração no passado. O jogador não descarta a idéia de se transferir e gostou dos elogios que recebeu do técnico Gallo na semana passada. Sérgio pode discutir essa transferência se os dirigentes ligarem. Ele quer definir sua situação no Palmeiras, time que está vinculado até o final do ano. Se Marcos sair, pode finalmente ter sua oportunidade no time de Parque Antártica, mas vai discutir antes sua situação com a diretoria. "Ou fico no Palmeiras ou vou para o Santos", comentou, aguardando um contato dos santistas. Júlio César, do Santo André, também interessa ao Santos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.