Villar dedica campanha paraguaia na Copa a Cabañas

Na África do Sul, a seleção do Paraguai chegou pela primeira vez na história às quartas de final de uma Copa do Mundo, na qual perdeu para a Espanha por 1 a 0. De acordo com o goleiro Justo Villar, a equipe "jogou bem pensando no companheiro Santiago Cabañas".

AE-AP, Agência Estado

13 de julho de 2010 | 16h53

"O grupo se sentiu mais unido do que nunca para jogar bem em homenagem ao Cabañas", declarou Villar em uma cerimônia de reconhecimento de méritos desportivos, nesta terça-feira, oferecida pela Câmara Municipal de Assunção aos jogadores da seleção paraguaia.

Justo Villar ainda acrescentou que "além do reconhecimento de pessoas e instituições, não podemos nos esquecer de Cabañas, que foi um companheiro chave na boa campanha que fizemos nas Eliminatórias".

Cabañas, atacante do América do México, está em Buenos Aires ainda se recuperando fisicamente. No início deste ano, em janeiro, ele foi atingido por um tiro, logo após envolver-se em uma confusão em um bar na Cidade do México. A bala segue alojada em sua cabeça.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.