Divulgação
Divulgação

Vilson tem lesão diagnosticada e Cruzeiro pode cancelar acordo

Jogador sofre com uma tendinite no joelho esquerdo e clube não quer correr riscos

Agência Estado

08 de janeiro de 2014 | 15h53

BELO HORIZONTE - O Cruzeiro pode cancelar a contratação do zagueiro Vilson, ex-Palmeiras, que havia sido anunciada no início da semana. Isso porque os exames médicos realizados no defensor apontaram que ele está com uma tendinite no joelho esquerdo e o clube campeão brasileiro ainda não sabe se quer correr o risco de ficar com um jogador machucado.

"Não que seja contusão grave, mas a gente está precisando de um jogador para chegar e jogar imediatamente. Se o Dedé for convocado para a seleção, precisamos de um jogador do nível dele para jogar. Se ele não ficar, temos o Léo, o Wallace, o Alex. Não estamos precisando de um outro zagueiro", explicou o presidente do Cruzeiro, Gilvan de Pinho Tavares, ao SporTV.

O Brasil, porém, só fará um jogo amistoso antes da convocação para a Copa, diante da África do Sul, em 5 de março. Neste dia, o Cruzeiro tem agendada partida contra o Nacional, pelo Campeonato Mineiro, e a presença de um zagueiro do mesmo nível de Dedé não seria tão necessária.

Gilvan garante que o Cruzeiro não está à procura de zagueiros, mesmo se Vilson não ficar. "Temos o Wallace que foi pouco aproveitado no ano passado e foi titular da seleção sub-20, foi expoente daquela seleção. É um zagueiro de 1,90, excepcional, e que precisa ter uma chance nesse nosso plantel. Temos ainda o Léo, que jogou um bom período esse ano, e um zagueiro da base, que está subindo, o Alex", lembrou.

Outros dois zagueiros que estavam no elenco campeão brasileiro foram liberados. Paulão acertou com o Internacional, enquanto Victorino foi repassado ao Palmeiras na negociação pelo atacante Luan, que segue na Toca da Raposa. Leandro Guerreiro, que também jogou de zagueiro diversas vezes, não teve o contrato renovado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.