Ciro Campos/Estadão
Ciro Campos/Estadão

'Vim para o Santos para voltar à seleção', afirma Damião

Atacante diz ter trocado de clube pela visibilidade de atuar no futebol paulista

Ciro Campos , Agência Estado

09 de janeiro de 2014 | 13h37

SANTOS - O atacante Leandro Damião foi apresentado oficialmente pelo Santos nesta quinta-feira no Centro Histórico da cidade. O reforço mais caro da história do futebol brasileiro, contratado por R$ 41 milhões com dinheiro do fundo de investimentos Doyen Sports, assinou contrato por cinco anos, fez o primeiro treino com o restante do elenco e diz ter trocado de clube pela visibilidade de atuar no futebol paulista e conseguir voltar à seleção brasileira.

"Não foi fácil se machucar e ficar de fora da Copa das Confederações. A seleção tem grande jogadores. Meu sonho é estar lá, mas agora o meu foco é o Santos. Se não jogar aqui e não tiver um bom papel, não serei presenteado com a seleção", disse o jogador, que aceitou a proposta por considerar o futebol paulista uma vitrine. "Meu sonho era jogar em São Paulo. Aqui é mais visado do que em qualquer lugar do País. Essa camisa do Santos é conhecida mundo afora", afirmou.

A apresentação foi organizada pelo departamento de marketing do clube, que vai apostar no jogador como garoto-propaganda para diversas ações. A primeira foi nesta quinta-feira, quando um grupo dos sócios-torcedores que mais compareceram aos jogos da equipe na temporada passada pôde conhecer de perto o reforço.

Damião chegou a uma antiga estação de bonde e com os torcedores como passageiros, guiou o veículo pelas ruas de pedra próximas ao porto. O trajeto de cerca de 100 metros terminou em um espaço de eventos onde o jogador concedeu a primeira entrevista coletiva e vestiu a camisa 9. O passeio foi escolhido porque no entender da diretoria o bonde é um símbolo histórico da cidade.

 

O clube vai apostar na comemoração típica de Leandro Damião para realizar campanhas. O atacante costuma, após os gols, imitar um bigode, ao colocar os dedos indicadores sobre os lábios, uma referência ao seu pai, Natalino. O bigode estava estampado na gola da camisa que Damião usou e a peça será vendida nas lojas oficiais do Santos.

Na apresentação oficial, Damião recebeu a camisa 9 do ex-atacante Alberto, campeão brasileiro em 2002, e na entrevista coletiva respondeu a primeira pergunta, que foi feita pelo rapper e torcedor santista Emicida. Os ex-jogadores Lima, Edu e Aloísio Guerreiro também estiveram presentes.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSantos FCLeandro Damião

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.