Giuseppe Cacace/AFP
Giuseppe Cacace/AFP

Vinicius Junior celebra título mundial: 'Espero que seja só o primeiro'

Com apenas 18 anos de idade e menos de seis meses de clube, jogador ganha sua primeira taça no Real

Redação, Estadao Conteudo

22 de dezembro de 2018 | 19h14

Com apenas 18 anos de idade e menos de seis meses de clube, Vinicius Junior conquistou neste sábado seu primeiro título pelo Real Madrid. Na decisão diante do Al Ain, em Abu Dabi, o brasileiro construiu e finalizou a jogada do quarto gol do time espanhol, que selou a goleada por 4 a 1 e acabou sendo dado contra para Yaslem. O fato de não ter deixado sua marca não mudou a empolgação do garoto após a partida.

"Estou muito feliz por esse momento, por ter a chance de conquistar o meu segundo título como profissional, o primeiro pelo Real, e logo um Mundial. É uma sensação única, ainda com a oportunidade de entrar em campo, estrear na competição e participar dessa decisão, ajudando em um dos gols da equipe. Espero que seja apenas o primeiro título de muitos aqui", declarou.

A alegria de Vinicius Junior foi dividida com os companheiros, entre eles o meia Luka Modric, que coroou um ano perfeito com esta nova conquista, com direito a gol na final. Vice-campeão do mundo com a Croácia e eleito o melhor jogador do mundo e da Europa, o jogador não escondeu a felicidade com o novo troféu.

"Foi um ano inesquecível para mim, foi perfeito. Este ano sempre vai ter um lugar especial na minha memória, não tenho como pedir mais", comentou. "Fizemos uma partida muito séria desde o primeiro minuto e estou muito contente. Ganhamos nosso terceiro Mundial consecutivo e isso nos dará confiança para o futuro."

Outro astro madrilenho que deixou sua marca neste sábado foi o zagueiro Sergio Ramos. De cabeça, ele marcou o terceiro gol da equipe, praticamente definindo ali o triunfo. O jogador explicou que o elenco havia estipulado o torneio como um dos seus objetivos, para selar esta incrível sequência de três títulos de Liga dos Campeões e de Mundial.

"Conseguimos um objetivo que tínhamos marcado. É o prêmio por termos conquistado a Liga dos Campeões. Queríamos terminar o ano com o terceiro Mundial consecutivo e, após consegui-lo, é momento de descansar uns dias para voltar com mais força", afirmou em entrevista à TVE.

 

 
Notícias relacionadas

    Encontrou algum erro? Entre em contato

    Tendências:

    O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.