Viola segue no Guarani até dezembro

Um encontro que durou quase três horas selou, finalmente, o acordo para a renovação de contrato do centroavante Viola, com o Guarani. Ele continua até dezembro com o maior salário no clube, perto de R$ 70 mil mensais.O valor será pago também pelo patrocinador, a Medial Saúde, que sempre exigiu uma estrela para valorizar seu produto. Pelo seu antigo salário, de apenas três meses de duração, ele recebia R$ 45 mil por mês, livres de encargos. Existe uma cláusula contratual que permite sua saída, com o consentimento do clube, se aparecer uma proposta do exterior até o dia 15 de agosto. "Eu estou feliz e tenho tudo para produzir bem. Aceitei ficar porque o Guarani apostou no meu futebol no início do ano, me dando oportunidade de entrar em forma. Agora quero retribuir com gols", prometeu o atacante.O técnico Joel Santana aguarda uma posição para definir o time. "Se Viola tiver condições legais e físicas, com certeza ele vai jogar", adiantou. O treinador terá também a volta do volante Sidney, que cumpriu suspensão. Ele deve entrar no lugar de Roberto. O ala Patrick, recuperado de lesão, pode ganhar uma chance no meio-campo no lugar de Reinaldo. Nesta terça-feira, o atacante Roncatto, sentindo dores musculares, foi poupado dos treinos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.