Reprodução/Flamengo
Reprodução/Flamengo

Vítima de tragédia, goleiro do Flamengo é chamado para seleção brasileira sub-15

Francisco Dyogo é convocado logo após atuar pela equipe do Flamengo e pegar pênalti em goleada

Redação, Estadão Conteúdo

13 de abril de 2019 | 12h30

Um dos três sobreviventes que mais sofreram lesões e foram hospitalizados na tragédia ocorrida em um incêndio no CT Ninho do Urubu, do Flamengo, em fevereiro, que matou 10 jogadores da base do clube, o goleiro Francisco Dyogo, de 15 anos, viveu uma semana especial. Na última quinta-feira, voltou a jogar e pegou até pênalti na goleada por 8 a 0 sobre o Barra da Tijuca, pelo Campeonato Carioca Sub-15. No dia seguinte, foi convocado pela primeira vez para a seleção brasileira da categoria.

O técnico Paulo Victor Gomes convocou 25 jogadores para um período de treinamentos na Granja Comary, em Teresópolis (RJ), e Francisco Dyogo foi uma das novidades. O posto anteriormente era ocupado por Christian Esmerio, goleiro que faleceu na tragédia do dia 8 de fevereiro.

Esta é a sexta vez que a geração de jogadores nascidos em 2004 é convocada por Paulo Victor Gomes, que começou a trabalhar com estes atletas ainda em 2018. O período de treinos será realizado entre os próximos dias 22 e 28 e já faz parte da preparação para o Sul-Americano da categoria, previsto para o final deste ano.

Na última etapa de convocação, a seleção brasileira sub-15 disputou dois jogos-treino e conquistou duas vitórias: 2 a 0 em cima do Boavista e 4 a 1 na Ponte Preta.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.