Ivan Storti/Santos FC
Ivan Storti/Santos FC

Vitor Bueno minimiza cobrança no Santos: 'Um ou outro da turma do amendoim'

Meia ainda fala sobre áudio de Zeca que vazou no WhatsApp

Estadão Conteúdo

28 Fevereiro 2017 | 17h30

O meia Vitor Bueno minimizou a cobrança da torcida do Santos nos últimos jogos. Escolhido para conceder entrevista coletiva nesta terça-feira, o jogador falou sobre o comportamento dos santistas na Vila Belmiro e minimizou as vaias ouvidas na vitória sobre o Botafogo, sábado, pelo Campeonato Paulista.

"A torcida do Santos sempre ajudou. É um ou outro da turma do amendoim que enche o saco. Procuro não ligar muito para isso e prestar atenção no jogo", considerou. "O clima é favorável", garantiu.

Depois de ser derrotado duas vezes seguidas em casa - contra São Paulo e Ferroviária -, o Santos empatou com o Ituano, em Itu, e venceu o Botafogo na Vila Belmiro. Apesar do resultado, vaias foram ouvidas no estádio, o que irritou alguns jogadores. O lateral Zeca, por exemplo, chegou a criticar a postura dos torcedores em um áudio que vazou pelo WhatsApp.

"O Zeca falou, mas isso já passou. É assunto encerrado. Aquilo era um grupo de 10 ou 20 que veio manifestar. Eles têm direito, o time não estava ganhando. Três jogos sem ganhar não é normal e a cobrança é válida", garantiu Vitor Bueno. "Agora, pedimos apoio ao torcedor. Sabemos que é difícil ver o time do coração não ganhar, mas tenho certeza que eles estão fechados com a gente e vão fazer diferença."

O Santos terá pela frente no sábado o Corinthians, no Itaquerão, pelo Campeonato Paulista, e depois estreia na Libertadores diante Sporting Cristal, dia 9 de março, no Peru. "É uma semana que todo mundo gosta. Gostamos desses jogos decisivos, como o clássico e a estreia na Libertadores. Conseguimos nossa vitória depois de três jogos e estamos mais confiantes", comentou Vitor Bueno.

Mais conteúdo sobre:
Santos FC futebol Santos Futebol Clube

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.