Gabriela Bilo/Estadão
Gabriela Bilo/Estadão

Vitor Hugo marca de bicicleta e dá vitória ao Palmeiras

Equipe de Oswaldo de Oliveira supera o São Bernardo por 1 a 0

Daniel Batista, O Estado de S. Paulo

22 de março de 2015 | 21h27

 Se um gol de bicicleta já é algo raro de se ver, o autorsendo um zagueiro parece algo quase impossível. Foi justamente o que aconteceue graças a esse diferente lance protagonizado por Vitor Hugo, o Palmeirasderrotou o São Bernardo por 1 a 0, no estádio Primeiro de Maio, e garantiu maisuma vitória no Campeonato Paulista e a confiança renovada para o clássico com oSão Paulo na quarta-feira.

O gol, aliás, foi o grande momento da partida, que tevepoucos lances empolgantes. O primeiro tempo foi marcado pelo equilíbrio epoucas chances de gol. O São Bernardo armou uma linha com três volantes quepraticamente impediram o Palmeiras de criar boas jogadas. Robinho foi quem maissentiu a boa marcação e praticamente não tocou na bola.

Sem muita opção, restou ao time de Oswaldo de Oliveira cairpelas pontas e tentar surpreender com cruzamentos para a área. Rafael Marqueschegou a ter uma boa chance de cabeça e mandou para fora.

Com o passar do tempo, o Alviverde conseguiu equilibrar ojogo e passou a ter mais a bola em seu campo de ataque. O problema, então,passou a ser conseguir chegar ao gol do São Bernardo, ainda mais com aorganização tática bastante confusa, onde só ficava claro que Rafael Marquescaia pela esquerda, Dudu na direita e Cristaldo ficava mais à frente,centralizado.

Em determinados momentos ficava claro o distanciamento entreos setores do campo. Os jogadores pouco se movimentavam e facilitavam amarcação. Para complicar ainda mais, o time palmeirense não chutava de longadistância e insistia em tentar entrar na área através de toques rápidos, quenão surtiram efeito.

Fernando Prass foi um mero espectador enquanto o goleiroDaniel também não teve tanto trabalho. No segundo tempo, a partida tevereinício de forma bem parecida. O Alviverde continuou no ataque, de formadesorganizada e era preciso algo diferente para mudar o cenário da partida. Eaconteceu aos 9.

Após cobrança de escanteio, Rafael Marques desviou decabeça, Daniel defendeu e no rebote, Vitor Hugo acertou um lindo chute de bicicletae abriu o placar em grande estilo.

Como esperado, o gol mudou o ritmo da partida, pelo menospor alguns minutos. Aqueles dois times sonolentos saíram de campo e entraramadversários dispostos a lutar pelo resultado. O Palmeiras passou a ter mais organizaçãodo meio para frente e o São Bernardo partiu com tudo para o ataque, deixando apartida aberta.

A empolgação em chegar ao gol, entretanto, fez com que oserros de passes aumentassem ainda mais, o que evitou chances claras de gol paraos dois lados. Com o passar do tempo, as duas equipes diminuíram o ímpeto epareciam estar satisfeitos com o resultado.

FORÇA MÁXIMA

Dudu e Arouca entraram em campo pendurados comdois cartões amarelos e conseguiram escapar de nova punição. Assim, os doispodem jogar o clássico com o São Paulo. Tobio e Allione, que não atuaram neste domingo por dores musculares, também devem se recuperar e ficam a disposição de Oswaldode Oliveira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.