César Greco/Agência Palmeiras
César Greco/Agência Palmeiras

Vitor Hugo revela que forçou cartão para descansar no Palmeiras

Conselho foi dado pelo goleiro e capitão Fernando Prass

DANIEL BATISTA, O Estado de S. Paulo

01 Março 2015 | 09h25

O Palmeiras terá dois desfalques para a partida contra o Bragantino, no sábado que vem. O zagueiro Vitor Hugo e o meia Robinho receberam o terceiro cartão amarelo na vitória por 2 a 0 sobre o Capivariano, no sábado, e estão fora da partida. O curioso é que o defensor admitiu que forçou a advertência para descansar.

"Eu precisava levar o terceiro, né, cara? Para dar uma descansada. Venho em uma sequência sem parar de jogar. Estou jogando todos os jogos desde o começo do ano, mas o corpo está pedindo para descansar", disse o zagueiro, advertido por demorar para cobrar um tiro de meta.

O zagueiro, que sempre se destaca nas entrevistas pelo bom humor e sinceridade, disse que só tomou a decisão após ouvir o conselho do goleiro Fernando Prass. "Ele chegou ao meu ouvido e falou para dar uma forçada porque o jogo estava acabando".

O goleiro palmeirense confessa que pediu ao companheiro para que forçasse o cartão. "Estava doendo um pouco a minha perna de tanto bater na bola e pedi para ele bater. O juiz disse para dar a bola que ia acabar o jogo, mas ainda bem que deixou um pouquinho mais", comentou.

Em agosto de 2013, Valdivia chegou a ser julgado pelo STJD por ter admitido que forçou um cartão amarelo contra o Paraná, já que iria viajar para defender a seleção chilena. O meia foi absolvido e escapou de punição.

Além de descansar, Vitor Hugo fica livre para enfrentar o Santos, que será o próximo adversário do Palmeiras depois do jogo com o Bragantino. Antes, o time encara o Vitória da Conquista pela Copa do Brasil nesta quarta-feira, na Bahia. Para esse jogo, Vitor Hugo e Robinho estão aptos para atuar.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.