Rodrigo Coca/ Ag. Corinthians
Rodrigo Coca/ Ag. Corinthians

Vitor Pereira considera que atraso afetou concentração e tática do Corinthians

Chuva de granizo no Morumbi adiou início do clássico em alguns minutos neste sábado

Redação, Estadão Conteúdo

05 de março de 2022 | 21h19

A estreia oficial de Vitor Pereira como técnico do Corinthians aconteceu com direito a temporal, queda de energia e um gol-relâmpago sofrido aos 52 segundos de jogo. O treinador português explicou como o atraso de nove minutos para início de partida afetou o time corintiano durante a derrota para o São Paulo neste sábado.

"Aquela chuva que houve, não podemos controlar, mas deixou o campo muito pesado e dificultou um pouco a circulação de bola. Entramos para o campo e o que tínhamos feito no aquecimento se quebrou porque os jogadores ficaram esperando. Senti uma desconcentração na minha equipe, o São Paulo conseguiu entrar no jogo desde o primeiro minuto, mesmo com aquela chuva toda", analisou o novo treinador.

"Nós demoramos um pouco para reagir e, quando reagimos, já tínhamos concedido o primeiro gol. Isso condicionou todo o jogo do ponto de vista tático. Temos que nos adaptar a chuva e temperaturas mais pesadas porque esta é a realidade aqui do Brasil", continuou Vitor Pereira.

O técnico do Corinthians afirmou também que não espera ter uma passagem fácil pelo Brasil e diz saber que situações como a do clássico podem afetar e que o time precisa estar preparado para isto.

"Eu não vim ao Brasil pensando que seria fácil. Eu tenho consciência que até as alterações atmosféricas podem condicionar, como aconteceu hoje. Foi um tempo longo que quebrou tanto no ponto de vista físico quanto na concentração. Pagamos caro por isso", disse Vitor.

Já garantido no mata-mata do Paulistão, o Corinthians possui 17 pontos e lidera o Grupo A da competição. A estreia de Vitor Pereira como mandante acontecerá no próximo sábado, às 18h30, contra a Ponte Preta, na Neo Química Arena.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.