REUTERS/Carla Carniel
REUTERS/Carla Carniel

Vítor Pereira vai atrás de maior qualidade no Corinthians após fase 'resultadista' do 1º turno

Técnico português reconhece que foi obrigado a jogar pelo resultado nas últimas partidas, mas enxerga que equipe pode melhorar na temporada

Redação, Estadão Conteúdo

25 de julho de 2022 | 08h00

O futebol de resultados ficou para trás no Corinthians. É o que garante o técnico Vítor Pereira, que projeta maior qualidade na equipe no segundo turno do Campeonato Brasileiro. O treinador diz que o entrosamento e a redução do número de desfalques no time vão contribuir para elevar o nível das atuações do alvinegro. O Coerinthians bateu o Atlético-MG dentro do Mineirão e terminou o turno em segundo lugar, com 35 pontos. 

"A tendência é melhorar nossa qualidade, vamos tendo soluções, muita gente estava fora, e durante a primeira volta (turno), podíamos ter ficado longe dos primeiros colocados. Estamos no meio da luta, e agora temos mais argumentos para dar a resposta", diz o treinador português. 

Completando cinco meses de Corinthians, Vítor Pereira acredita que agora ele tem conhecimento suficiente e recursos para aumentar a qualidade da equipe, marcada pelo desempenho irregular na primeira metade do ano. Mesmo entre trancos e barrancos, o time alvinegro somou pontos suficientes para figurar na vice-liderança do Brasileirão. 

O treinador chamou este período de "resultadista". "Tivemos momentos com dez jogadores fora. De fato, em muitos jogos, para fazer uma equipe, era uma equipe de sobrevivência, tentar estrategicamente contrariar o adversário e fazer um gol. Fomos durante muitos jogos uma equipe mais resultadista, mas que tinha de garantir os pontos para chegar hoje num ponto de apresentar um futebol de mais qualidade."

Apesar disso, Vítor Pereira exaltou a trajetória corintiana em meio a desfalques, falta de entrosamento e maratona de partidas. "Nesse primeiro turno, podíamos ter ficado com uma distância das equipes de frente, mas não, continuamos lá no meio da luta. Vamos ter uma eliminatória da Taça (Copa do Brasil) muito importante para nós, daqui a três dias, e vamos ver os jogadores que têm condição de participar deste jogo."

Vítor Pereira conta com uma boa mistura de jovens jogadores e veteranos no elenco corintiano. Mas ter todos à disposição virou algo raro. Um dos medalhões do time, o volante Renato Augusto está afastado por lesão desde o dia 19 de junho. O meia Willian, maior contratação da equipe no ano passado, ainda sofre com dores no ombro e não está 100%.

Os problemas físicos, recorrentes no futebol brasileiro, são consequência direta da maratona de jogos. Em bom momento no Brasileirão, o Corinthians segue vivo na Copa do Brasil e na Libertadores - está nas quartas de final de ambos os torneios. E, no Campeonato Brasileiro, está a quatro pontos do rival e líder Palmeiras: 39 a 35.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.