Vitória arranca empate em Campinas

O Guarani, mesmo jogando em casa, comemorou o empate, por 2 a 2, com o Vitória como se tivesse vencido. Depois de encerrar o primeiro tempo perdendo por 2 a 0, o time de Campinas correu atrás e conseguiu a igualdade. O resultado deixou o Guarani com 25 pontos e o time do técnico Edinho Nazareth chegou aos 27, mantendo-se em uma posição mediana na tabela de classificação do Campeonato Brasileiro. Mesmo com os dois gols iniciais, a primeira etapa foi toda do Guarani, que desperdiçou quatro boas chances de marcar. O Vitória, por sua vez, criou duas chances e marcou dois gols. Aos 26 minutos Samir recebeu na intermediária e chutou forte. No meio do caminho o atacante Alecsandro desviou, tirando o goleiro Jean da jogada. Doze minutos depois, Zé Roberto fez boa jogada e chutou forte. Jean bateu roupa e Alecsandro só empurrou para as redes. Com a derrota momentânea, o time do técnico Barbieri partiu para cima no segundo tempo e dominou completamente o jogo. Aos 18 minutos, após cruzamento na área, a defesa cortou mal e a bola sobrou para Ruy, que soltou uma bomba indefensável para Juninho. O empate veio aos 27. Em cobrança de falta, Creedence escorou de cabeça e Simão chutou forte e deixou tudo igual. A igualdade no placar deu mais ânimo ao Guarani, que foi para cima e poderia ter conseguido a virada aos 40 minutos, mas o juiz catarinense Paulo Henrique Bezerra, mal colocado, não viu o zagueiro Adaílton puxar o atacante Wágner na área. O Guarani volta a campo sábado, quando vai a São Paulo enfrentar o Corinthians. O Vitória recebe o São Paulo domingo, no Estádio Barradão.

Agencia Estado,

16 de julho de 2003 | 22h50

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.