Vitória arranca empate no Beira-Rio

O Internacional empatou com o Vitória por 1 a 1 no jogo de ida das oitavas-de-final da Copa do Brasil, nestaquarta-feira, em Porto Alegre. O resultado frustrou o time gaúcho, que esperava não tomar gol e sair de campo com uma boavantagem para o segundo jogo, em Salvador. E foi comemorado pelo time baiano, que vai decidir em casa, dia 5, e pode empatar por 0 a0 para ficar com a vaga. No começo do jogo, o Internacional esteve melhor, marcando forte e chegando ao ataque. Oséas prendia os zagueiros na área efazia paredes para a passagem de Élder Granja, Chiquinho e Nilmar. Aos seis minutos, Chiquinho cobrou falta. O volante Vinícius tentou afastar de cabeça, mas desviou a bola para dentro do gol. Em desvantagem, o Vitória mudou o ritmo do jogo. Edilson recuou para o meio-campo e comandou a eficiente troca de passes do setor, que passou a reter a bola e controlar o jogo, embora não conseguisse acionar o ataque muitas vezes. Aos 44 minutos, Obina recuperou uma bola na área adversária, evitou dois zagueiros e acertou uma bomba no canto de Clemer para empatar a partida. Frustrado o plano de não tomar gols em casa, o Internacional retomou a iniciativa no segundo tempo. O time gaúcho acertou a marcação, equilibrou a disputa no meio-campo e insistiu nos lançamentos para o ataque. Mas Oséas já não tinha a mesma disposição do primeiro tempo e nem contava com companheiros inspirados para as jogadas de frente. O centroavante chegou ater uma chance aos 14 minutos, mas desperdiçou. Aos 31 minutos, o goleiro Juninho defendeu com dificuldade um chute de Cleiton Xavier e evitou a vitória do Internacional.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.