Vitória bate ameaçado Atlético-MG fora e volta a vencer

O Atlético-MG bem que tentou, mas foi derrotado mais uma vez no Campeonato Brasileiro. Mesmo com um jogador a mais, a equipe atleticana perdeu para o Vitória por 3 a 2 neste domingo, na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas, pela 23.ª rodada da competição. Para o time baiano, o triunfo significou o fim de um jejum de seis jogos sem somar três pontos.

MARCELO PORTELA, Agência Estado

19 de setembro de 2010 | 19h10

Veja também:

SÉRIE A - tabela Classificação | listaCalendário/Resultados

O Atlético permanece com 21 pontos, enquanto o Vitória chegou aos 28 pontos. Esta foi a 14.ª derrota da equipe mineira, que está há 14 rodadas na zona de rebaixamento. E a situação é ainda mais complicada para o time de Vanderlei Luxemburgo porque na próxima rodada, na quinta-feira, terá que enfrentar o Fluminense no Engenhão. No mesmo dia, o Vitória recebe o Avaí no Barradão.

No interior mineiro, a torcida alvinegra encheu o estádio, mas a decepção começou logo no início da partida. Aos três minutos, Elkenson recebeu passe de frente para o gol de Fábio Costa, que fez falta na grande área e levou o cartão amarelo. Quem cobrou o pênalti e abriu o placar para o Vitória foi o goleiro Viáfara.

O gol parecia ter mexido com o brio dos donos da casa e o Atlético tentou partir para cima do adversário. Mas o time mineiro ainda estava perdido em campo, errando vários passes, e, aos 15 minutos, o Vitória voltou ao ataque. O zagueiro Cáceres falhou ao cortar um chute cruzado de Henrique e a bola sobrou para o lateral Egídio, que arrematou com categoria e ampliou para a equipe baiana.

Após o lance, a torcida passou a vaiar toda a defesa atleticana, principalmente Fábio Costa, além de Cáceres e Diego Macedo. Os torcedores só voltaram a se animar aos 27 minutos. Anderson Martins, que havia levado cartão amarelo quatro minutos antes por uma falta em Obina, foi punido com outro cartão após derrubar Ricardinho e foi expulso.

Com um a mais em campo, Luxemburgo optou por deixar a equipe mais ofensiva e substituiu o lateral-direito Diego Macedo pelo atacante Neto Berola. O Atlético passou a atacar mais e, aos 40 minutos, o meia Daniel Carvalho fez jogada individual e encobriu Viáfara com um belo chute de fora da área.

Com disposição para empatar o jogo, o Atlético voltou ao campo no segundo tempo mantendo a pressão constante. Logo no primeiro minuto, Serginho já tentava cruzar a bola na área do Vitória. Viáfara segurou firme, mas fez cera na saída e levou cartão - foi o terceiro amarelo e o goleiro fica de fora da partida contra o Avaí.

Empurrado pela torcida, o Atlético continuou no ataque, mas perdeu várias oportunidades na sequência. Só aos 20 minutos o time mineiro conseguiu empatar, quando Obina recebeu lançamento de Leandro. O atacante cabeceou para o gol, Viáfara defendeu, mas deu rebote para Neto Berola, que marcou. Porém, nove minutos depois Schwenck recebeu lançamento na área e escorou para Henrique, que pôs o Vitória na frente de novo.

A partir daí, o Atlético continuou atacando, mas a bola não entrou, para desespero da torcida, que pediu, inclusive, a saída de Luxemburgo. Melhor para o Vitória, que se afastou da zona de rebaixamento e já pode começar a pensar novamente em alcançar a parte de cima da tabela.

ATLÉTICO-MG - 2 - Fábio Costa; Diego Macedo (Neto Berola), Jairo Campos, Cáceres e Leandro; Alê, Serginho (Joedson), Ricardinho (Diego Souza) e Daniel Carvalho; Diego Tardelli e Obina. Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

VITÓRIA - 3 - Viáfara; Eduardo, Thiago Martinelli, Anderson Martins e Egídio; César Santiago (Jonas), Ricardo Conceição, Bida e Elkeson (Reniê); Júnior (Schwenck) e Henrique. Técnico: Ricardo Silva.

Gols - Viáfara, aos cinco, Egídio, aos 15, e Daniel Carvalho, aos 41 minutos do primeiro tempo; Neto Berola, aos 20, e Henrique, aos 29 minutos do segundo tempo; Cartões amarelos - Fábio Costa, Alê e Serginho (Atlético-MG); Viáfara e César Santiago (Vitória); Cartão vermelho - Anderson Martins (Vitória); Árbitro - Cláudio Francisco Lima e Silva (SE); Renda - R$ 64.527,20; Público - 13.144 pagantes; Local - Arena do Jacaré, em Sete Lagoas (MG).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.