Vitória bate Atlético-PR em casa por 2 a 1

Equipe do técnico Vágner Mancini volta a vencer no Brasileirão e sobe para 28 pontos na tabela

TIAGO DÉCIMO, Agencia Estado

19 de agosto de 2009 | 21h57

Depois de cinco jogos sem resultados positivos - quatro derrotas e um empate -, o Vitória voltou a vencer pelo Campeonato Brasileiro. Nesta quarta-feira à noite, bateu o Atlético-PR - que vinha de quatro triunfos consecutivos - por 2 a 1, em Salvador, e conquistou os primeiros três pontos com o técnico Vágner Mancini, que fez apenas a sua segunda partida à frente do clube.

 

Veja também:

especialMASCOTES - Baixe o papel de parede do seu time

especialVisite o canal especial do Brasileirão

Brasileirão 2009 - lista Tabela | tabela Classificação

especialDê seu palpite no Bolão Vip do Limão

O resultado fez o Vitória chegar aos 28 pontos, ficando na posição intermediária da tabela. Já o time de Curitiba viu sua recuperação ser interrompida e passa mais uma rodada com 24 pontos. No próximo sábado, a equipe baiana vai ao Recife enfrentar o Sport. Já o Atlético recebe o São Paulo em Curitiba, no domingo.

O jogo no Barradão começou nervoso, com as equipes errando muitos passes e criando poucos lances de perigo. O Atlético tinha mais posse de bola no início, mas o Vitória foi equilibrando as ações e, aos 31 minutos, abriu o placar com Ramon Menezes, depois de boa jogada de Willian pela esquerda. Com o gol, o meia do Vitória chegou a 93 em Campeonatos Brasileiros, passando a ocupar o décimo lugar entre os artilheiros, empatado com Reinaldo, na lista encabeçada por Roberto Dinamite (190 gols).

O gol animou o time da casa, que passou a dominar a partida, mas sem levar muito perigo ao gol adversário. A má atuação do Atlético no primeiro tempo levou o técnico Antônio Lopes a mudar os dois jogadores mais adiantados de seu time: saíram Marcinho e Zulu e entraram Gabriel e Wallyson.

E já aos três minutos da segunda etapa a alteração deu resultado. Wallyson aproveitou uma bobeira do zagueiro Marco Aurélio, roubou a bola facilmente dentro da área e, com categoria, só tocou na saída de Gléguer para empatar o jogo.

O empate fez o Vitória avançar o time e esboçar uma pressão sobre o Atlético, que levava perigo nos contra-ataques. Mas foi o time da casa que conseguiu desempatar. Lançado por Roger, Neto Berola - que havia entrado no lugar de Willian, que deixou o campo por contusão - ganhou dos zagueiros na corrida e tocou na saída de Galatto.

Quatro minutos depois, Nei fez falta em Roger e foi expulso. Com um a mais em campo, o Vitória foi para cima do Atlético, forçando boas defesas de Galatto, mas o placar não foi alterado até o final. "O mais importante foi voltar a vencer", disse um aliviado Vágner Mancini ao fim do jogo.

VITÓRIA 2 X 1 ATLÉTICO-PR

Vitória - Gléguer; Apodi, Marco Aurélio, Fábio Ferreira e Leandro; Vanderson, Uelliton, Ramon Menezes (Carlos Alberto) e Jackson; Willian (Neto Berola) e Roger (Elkeson). Técnico: Vágner Mancini

Atlético-PR - Galatto; Manoel, Nei e Chico; Wesley, Rafael Miranda, Valencia, Paulo Baier e Márcio Azevedo (Fransérgio); Marcinho (Gabriel) e Zulu (Wallyson). Técnico: Antônio Lopes

Gols - Ramon Menezes, aos 31 minutos do primeiro tempo; Wallyson, aos três, e Neto Berola, aos 23 minutos do segundo tempo.

Árbitro - Wilson Souza de Mendonça (PE)

Cartões amarelos - Uelliton e Leandro (Vitória); Wallyson e Rafael Miranda (Atlético-PR)

Cartão vermelho - Nei (Atlético-PR)

Renda - R$ 105.910,00

Público - 5.376 pagantes

Local - Estádio do Barradão, em Salvador (BA)

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.