Divulgação
Divulgação

Vitória bate Botafogo e se aproxima do G-4 do Brasileirão

Time baiano se aproximou dos cariocas na zona de classificação para a Libertadores da América

Tiago Décimo, Agência Estado

17 de outubro de 2013 | 23h25

SALVADOR - Em jogo aberto e movimentado, com 32 finalizações (16 de cada lado), o Vitória levou a melhor sobre o Botafogo, venceu por 1 a 0, no estádio Barradão, em Salvador, nesta quinta-feira, e manteve vivo o sonho de disputar a sua primeira Copa Libertadores. Com o resultado pela 29.ª rodada, o time chegou à quinta posição no Campeonato Brasileiro, com 43 pontos, a seis do quarto colocado, o próprio clube carioca.

O time visitante iniciou a partida tentando ditar o ritmo. Trocando passes pelo meio de campo, dominava as ações e chegou a criar uma chance clara aos 6 minutos, quando, depois de um vacilo da defesa do Vitória, a bola sobrou para Lodeiro. O meia uruguaio, sozinho na grande área, porém, concluiu para fora. A tática do Botafogo funcionou até os 15 minutos. A partir daí, a equipe baiana avançou as linhas de marcação e passou a sufocar o adversário, chegando com frequência à área adversária. O time chegou a marcar, aos 23, com o lateral-esquerdo Juan, mas o árbitro marcou impedimento de Marquinhos no lance, em decisão bastante contestada pelos jogadores.

Nos últimos minutos da primeira etapa, porém, o Vitória perdeu ritmo e viu o Botafogo voltar a ameaçar. Na principal chance, aos 36 minutos, Seedorf apareceu sozinho, de frente para o gol, para completar de primeira cruzamento de Júlio César. A bola, porém, bateu em Lodeiro e saiu pela linha de fundo. O segundo tempo começou em alta velocidade. Apenas nos 15 primeiros minutos, cada time havia criado três boas chances. O Botafogo pecou pela falta de pontaria dos atacantes, mas as conclusões passaram perto do gol. Já o Vitória parou em boas defesas de Renan.

O panorama seguiu inalterado, com os dois times criando oportunidades, até que o Vitória conseguiu marcar, aos 32 minutos, em jogada protagonizada pelos dois jogadores que o técnico Ney Franco colocou no segundo tempo. O lateral Euller, que havia entrado na vaga do volante Marcelo, tabelou com Juan pela esquerda e cruzou. O atacante William Henrique, que substituiu o meia Renato Cajá, se antecipou aos zagueiros e empurrou para o gol. Atrás no placar, o Botafogo se lançou para o ataque. Chegou a acertar uma bola na trave, em uma tentativa de cruzamento de Henrique, após o goleiro Wilson dar rebote em um chute de Rafael Marques, aos 42 minutos. Não conseguiu, porém, chegar ao empate.

Na próxima rodada, o Botafogo faz o clássico contra o Vasco, no estádio do Maracanã, neste domingo, às 18h30. No mesmo dia e horário, o Vitória vai a São Paulo, onde enfrenta a Portuguesa, no estádio do Canindé.

FICHA TÉCNICA

VITÓRIA 1 x 0 BOTAFOGO

VITÓRIA - Wilson; Ayrton, Victor Ramos, Luiz Gustavo e Juan; Marcelo (Euller), Cáceres, Renato Cajá (William Henrique) e Escudero (Elizeu); Marquinhos e Dinei. Técnico: Ney Franco.

BOTAFOGO - Renan; Edilson, Dória, Bolívar e Júlio César (Lima); Marcelo Mattos (Alex), Renato, Seedorf, Lodeiro (Henrique) e Gegê; Rafael Marques. Técnico: Oswaldo de Oliveira.

GOL - William Henrique, aos 32 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Juan (Vitória); Lodeiro e Renan (Botafogo).

ÁRBITRO - Alício Pena Júnior (MG).

RENDA - R$ 207.042,00

PÚBLICO - 16.086 pagantes.

LOCAL - Estádio Barradão, em Salvador (BA).

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoVitóriaBotafogo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.