Vitória dá confiança ao Corinthians

O zagueiro Valdson, do Corinthians, disse após a vitória por 2 a 0 sobre o Ferroviário, nesta quarta-feira, no Estádio Castelão, em Fortaleza, que os jogadores do time paulista tiraram "uma nuvem negra" sobre suas cabeças. "Agora esperamos uma recepção diferente da torcida corintiana quando chegarmos a São Paulo. A torcida do Corinthians é isso aí. É cobrança toda hora.Mas estamos dando a volta por cima devagarzinho", afirmou o zagueiro, que espera enfrentar na terceira fase da Copa do Brasil, o Fortaleza. "Acredito que o Fortaleza vai eliminar o Rio Branco, do Acre, e aqui estaremos para jogar novamente no Castelão", declarou acrescentando que com a vitória sobre o Ferroviário o time "terá mais tranqüilidade para dar continuidade ao trabalho de recuperação". O lateral-direito Rogério disse que a Copa do Brasil é prioridade mais do que o Campeonato Paulista para o Corinthians desde o início do ano, devido "à oportunidade de chegar mais rápido à Taça Libertadores da América". "Por isso eliminamos logo no primeiro jogo o Botafogo da Paraíba e agora o Ferroviário." Para Rogério o objetivo foi conseguido com muita dificuldade. "O Ferroviário jogou muito fechado no primeiro tempo. Mas conseguimos furar o bloqueio na segunda etapa e construímos o placar necessário para garantirmos a classificação para a terceira fase logo no jogo desta quarta-feira, sem necessidade da partida de volta em São Paulo", disse. "Com essa vitória, vamos oferecer ao treinador Oswaldo de Oliveira um tempo melhor para trabalhar. Ele vai conhecer melhor nossa equipe e quem sabe não esteja nessa vitória nossa arrancada para conquistar a Copa do Brasil." O goleiro Rubinho afirmou que a vitória vai dar ao time e à torcida mais segurança para os próximos jogos. "A confiança está de volta no nosso elenco com essa vitória", destacou, lembrando que o time tem agora todas condições de arrumar a casa. O treinador Oswaldo de Oliveira elogiou a atuação de Wilson, que entrou no segundo tempo no lugar de Bobô. "O jogo estava muito difícil, por isso coloquei Wilson para dar um pouco mais de mobilidade do lado direito do campo e foi ele quem acabou marcando o primeiro gol de bela feitura." Oswaldo destacou também a atuação de Jô, que marcou o gol que garantiu o Corinthians de forma antecipada na terceira fase da Copa do Brasil. Fabinho disse que o esquema do Corinthians sempre é ofensivo. "Por isso não poderíamos ter jogado recuado. No segundo tempo fomos para cima e garantimos a vitória, podendo ter aberto uma margem maior de gols.?

Agencia Estado,

18 de março de 2004 | 00h35

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.