Vitória devolve placar, bate Botafogo nos pênaltis e fatura Copa do Brasil Sub-17

O Vitória foi heroico, buscou uma virada improvável diante do Botafogo e conquistou nesta terça-feira o título da Copa do Brasil Sub-17. Depois de perder por 3 a 1 em pleno Barradão na primeira partida da decisão, a equipe baiana não se intimidou no Engenhão, devolveu o placar e garantiu o título nas cobranças de pênalti, com o placar de 4 a 3.

Estadão Conteúdo

19 de maio de 2015 | 18h53

Precisando vencer por pelo menos dois gols de diferença, o Vitória chegou a abrir 2 a 0, viu o Botafogo diminuir no segundo tempo e só conseguiu o terceiro gol nos últimos minutos da partida. Nos pênaltis, o goleiro John agarrou a última cobrança e garantiu a festa baiana.

O jogo começou a todo vapor, com três chances logo nos primeiros dois minutos. Mas foi aos oito que o Vitória assustou de fato. Após saída errada do Botafogo, Eron bateu e parou no goleiro. O rebote ficou com Yan, que tocou de novo, mas desta vez a zaga afastou em cima da linha.

Foi quando o Botafogo parecia um pouco mais estabelecido em campo que o Vitória aproveitou uma bela escapada de Ruan Potó pela esquerda pra abrir o placar, aos 38 minutos. Eron recebeu o cruzamento e desviou de cabeça para marcar.

O gol empolgou os baianos, que marcaram o segundo logo no início da etapa final. Ion, que havia acabado de entrar, errou, Yan arrancou e tocou na saída do goleiro. O baque não assustou o Botafogo, que demorou seis minutos para empatar. Ezequiel disputou no corpo com o zagueiro, pedalou e cruzou rasteiro. Luis Henrique chegou batendo para a rede.

Com o resultado que precisava, o Botafogo se fechou. O Vitória foi para cima e teve grande momento aos 33, quando Yan invadiu a área, driblou o goleiro, mas, com pouco ângulo, tocou para fora. A resposta veio no minuto seguinte. Rickson bateu colocado e acertou o travessão.

O tempo corria e o Vitória já não parecia ter forças para reagir, mas em uma rápida escapada aos 40 minutos tudo mudou. Eron aproveitou erro da zaga, invadiu a área e sofreu pênalti de Matheus Fernandes. O próprio atacante foi para a cobrança e garantiu uma sobrevida ao time baiano.

A disputa foi para os pênaltis. Yan, Eron, Geovane e Cedric converteram para o Vitória, enquanto Gabriel desperdiçou. Do outro lado, Luis Henrique, Lucas César e Jordan marcaram para o Botafogo, com Rickson errando. Na última cobrança da série, o zagueiro Zyan assumiu a responsabilidade, mas bateu mal e facilitou para John agarrar.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.