Jack Guez/AFP
Jack Guez/AFP

Vitória do Japão quebra tabu histórico de asiáticos contra sul-americanos na Copa

Japoneses nunca haviam vencido equipes da América do Sul em uma Copa do Mundo; time fez 2 a 1 na Colômbia

Ricardo Magatti, especial para a AE, Estadão Conteúdo

19 de junho de 2018 | 12h38

A vitória do Japão por 2 a 1 sobre a Colômbia, nesta terça-feira, na Arena Mordovia, em Saransk, na estreia das seleções na Copa do Mundo da Rússia, quebrou um tabu histórico. O triunfo foi o primeiro de uma seleção asiática sobre uma sul-americana em um Mundial organizado pela Fifa.

+ TEMPO REAL: Colômbia 1 x 2 Japão

+ Pékerman reconhece que Colômbia só teve fôlego para segurar Japão no 1º tempo

Esse foi o 18º confronto entre países da Ásia e da América do Sul na história do torneio, cuja primeira edição ocorreu em 1930. No total, foram 14 vitórias das seleções sul-americanas, três empates, e, agora, um resultado positivo conquistado pelos japoneses, que derrubaram os colombianos com gols de Kagawa e Osako, pelo Grupo H da Copa, cujos outros integrantes são a Polônia e o Senegal.

Além de ver cair a invencibilidade contra os asiáticos, a maioria das seleções da América do Sul não largou bem neste Mundial. Entre Uruguai, Argentina, Peru, Brasil e Colômbia, apenas os uruguaios venceram seu jogo inicial, contra o Egito, e com dificuldade, já que Giménez fez o gol solitário do triunfo nos acréscimos do segundo tempo do confronto realizado na última sexta-feira, em Ecaterimburgo.

No sábado, em Moscou, Messi perdeu um pênalti e a Argentina empatou por 1 a 1 com a Islândia. No mesmo dia, o Peru, que também desperdiçou uma penalidade com Cueva na estreia, foi derrotado por 1 a 0 para a Dinamarca, em Saransk.

 

Já no domingo, com atuação apagada de Neymar e polêmicas de arbitragem, o Brasil deixou a desejar ao empatar por 1 a 1 com a Suíça em seu primeiro jogo do torneio, em Rostov. Agora, a Colômbia contou com a expulsão do volante Carlos Sánchez logo aos três minutos de jogo e acabou sendo superado pelos japoneses na estreia.

A última vez que apenas uma seleção sul-americana venceu entre todas que atuaram em uma rodada inaugural de Copa havia sido em 1982, no Mundial da Espanha. Na ocasião, somente a seleção brasileira largou bem na competição ao bater a União Soviética por 2 a 1, de virada, com golaços de Sócrates e Éder em chutes de fora da área. Naquela mesma primeira rodada, Chile e Argentina perderam para Áustria e Bélgica, respectivamente, e o Peru empatou com Camarões.

Em 1974, na Copa da Alemanha, foi ainda pior, já que nenhum dos representantes da Conmebol venceu seu jogo de estreia. Chile, Uruguai e Argentina amargaram derrotas para Alemanha Ocidental, Holanda e Polônia, respectivamente, e o Brasil empatou sem gols com a Iugoslávia. Vale ressaltar que antes haviam apenas quatro vagas para os sul-americanos no Mundial. Hoje são cinco, levando em conta o fato de que o quinto colocado das Eliminatórias da Conmebol ainda disputam uma repescagem contra um rival de outro continente por um lugar na Copa.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.