Vitória do Juventus na Javari termina em pancadaria

Vitória do Juventus na Javari termina em pancadaria

Pênalti marcado aos 47 do segundo tempo revolta jogadores e comissão técnica do Itapirense, que tentaram agredir o árbitro

O Estado de S. Paulo

26 de fevereiro de 2015 | 17h30

Terminou com muita confusão a vitória do Juventus sobre o Itapirense, por 1 a 0, quarta-feira à tarde, na Rua Javari, pela Série A-3 do Campeonato Paulista. Aos 47 minutos da etapa final, o juiz Marcelo Fabiano Mingoranci marcou pênalti para o time da casa. Revoltados, jogadores e comissão técnica da equipe visitante partiram na tentativa de agredir o árbitro, que se refugiou em um canto do gramado, atrás de um grupo de policiais.

A confusão durou seis minutos. Abraão cobrou e converteu o gol da vitória do time da capital. O juiz reiniciou a partida e se posicionou no canto do campo, próximo à entrada do vestiário.

Ao encerramento do jogo, nova tentativa de agressão do juiz, que correu em direção ao vestiário. Lelo, técnico do Itapirense, e o goleiro reserva foram expulsos, depois do jogo terminado.

Com os três pontos, o Juventus soma agora 16 e lidera a Série A-3 do Paulista.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.