Vitória é 'questão de honra' para Botafogo, diz Brinner

Para conquistar o título carioca, o Botafogo precisa vencer o Fluminense por quatro gols de diferença na decisão deste domingo, no Engenhão. Mesmo depois da derrota por 4 a 1 na partida de ida, os jogadores seguem confiantes no título e, de acordo com o zagueiro Brinner, conquistá-lo é "questão de honra".

AE, Agência Estado

12 de maio de 2012 | 17h49

"Reverter esse resultado é uma questão de honra para todos nós. Então o torcedor pode ter certeza que entraremos com toda garra para virar", declarou. "A confiança do nosso grupo é muito grande. Sempre falamos em volta por cima e assim entraremos em campo. No futebol acontecem muitas coisas. Podemos sair campeões daqui, só depende da gente", completou.

Contratado junto ao Paraná para esta temporada, o jogador vive a expectativa de fazer sua primeira decisão pelo clube. Ele pode ocupar a vaga de Antônio Carlos, que continua sentindo dores no joelho direito. O próprio Brinner admitiu que não esperava ter esta chance tão rapidamente.

"A gente espera a oportunidade, mas não sabia que seria tao rápido porque o Antônio Carlos e o Fábio Ferreira são muito bons. Estou preparado para lutar até o final para conseguir o resultado", garantiu Brinner. "Entrosamento (com Fábio Ferreira) não faltaria porque treinamos juntos e conversamos bastante. Falta mais o ritmo. Mas no domingo quero estar 100 % para fazer um grande jogo", contou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.