Jon Hrusa/EFE
Jon Hrusa/EFE

Vitória em Olimpíada motiva sul-africanos contra Brasil

Em Sydney (2000), a África do Sul encarou a seleção brasileira na fase de grupos do torneio e ganhou por 3 a 1

Agencia Estado

23 de junho de 2009 | 15h48

JOHANNESBURGO - Os jogadores da seleção sul-africana recorrem a um exemplo histórico para mostrar que é possível superar o Brasil. Em 2000, nos Jogos Olímpicos de Sydney, os 'Bafana Bafana' venceram os brasileiros por 3 a 1, na fase de grupos. A memória daquela partida é mais uma motivação para os anfitriões no jogo de quinta-feira, em Johannesburgo.

Veja também:

Copa das Confederações 2009 - tabela Classificação

Copa das Confederações 2009 - lista Calendário

especial Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão

"As circunstâncias daquela partida são as mesma desta quinta-feira. Também éramos grandes azarões, e ninguém esperava nada de nossa equipe naquele jogo", disse o goleiro reserva Rowen Fernandez, um dos quatro jogadores da equipe atual que estavam naquela partida. Além dele, o capitão Aaron Mokoena, o zagueiro Matthew Booth e o também goleiro Brian Baloyi faziam parte daquele time.

"Naquele dia, a torcida australiana estava toda do nosso lado, e acho que será a mesma coisa na quinta-feira, no Ellis Park, com todos nossos conterrâneos nos apoiando. Teremos este apoio e queremos jogar bem. Tudo é possível", disse Fernandez.

Entre as seleções principais de Brasil e África do Sul houve apenas dois confrontos, ambos amistosos e coincidentemente em Johannesburgo. No primeiro, em 1996, os brasileiros venceram por 3 a 2. No ano seguinte, nova vitória, por 2 a 1.

A partida de 1996 ficou marcada pelo belo gol de voleio marcado por Bebeto, o terceiro dos brasileiros, que chegaram a estar em desvantagem de 2 a 0 no intervalo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.