Vitória empata e é tetracampeão baiano

O Vitória precisava apenas de um empate para conquistar o inédito título de tetracampeão baiano. E conseguiu. O time ficou no 0 a 0 com o Bahia, neste domingo, no estádio Barradão, em Salvador, e saiu com o título.Apesar de precisar da vitória, o Bahia entrou em campo bem fechado, com um esquema defensivo de três zagueiros e dois volantes de marcação. O Vitória se aproveitou da vantagem tática para criar as melhores chances de gol e manter um tabu de sete anos sem perder para o rival dentro de sua casa.Na primeira boa oportunidade, Alecsandro ajeitou a bola, depois de um cruzamento de Gilmar, e chutou forte, rasteiro, mas a bola bateu num zagueiro do Bahia e foi para escanteio. Até os defensores do Vitória ousaram tentar o gol. Claudiomiro, por exempolo, cabeceou no canto esquerdo e Márcio fez boa defesa.Em outro lance perigoso, Marcelo Heleno subiu mais alto e mandou no ângulo, de cabeça, mas o goleiro do Bahia saltou e salvou.O lance mais bonito do primeiro tempo também foi do Vitória. Leandro Domingues, em jogada individual, driblou dois do Bahia, invadiu a área e chutou forte, mas a bola bateu na trave esquerda.No segundo tempo, o Vitória voltou a chegar perto do gol com um novo chute na trave, desta vez de Sandro. O Bahia teve de abrir o time, a partir dos 23 minutos, com a substituição de um zagueiro por um meia.Alex Alves e Marcelo Ramos, mais experientes, entraram no ataque do Vitória, mas foi o Bahia quem levou perigo, com um chute perigoso de Dill. O Vitória quase se complicou com a expulsão de Itamar, mas garantiu o resultado que precisava e conquistou o tetracampeonato baiano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.