Fabio Motta/AE
Fabio Motta/AE

Vitória ganha do Botafogo por 3 a 1 no Engenhão

Equipe do Rio de Janeiro é superada em casa e não consegue deixar a zona de rebaixamento do Brasileirão

Agencia Estado

27 de setembro de 2009 | 20h37

No dia da inauguração da estátua de Nilton Santos no Engenhão, em homenagem a um dos maiores ídolos de sua história, o Botafogo protagonizou mais um vexame no Campeonato Brasileiro: perdeu em casa para o Vitória, por 3 a 1, na noite deste domingo, no Rio. Com isso, o time carioca permanece na zona de rebaixamento.

Veja também:

especialMASCOTES - Baixe o papel de parede do seu time

especialVisite o canal especial do Brasileirão

Brasileirão 2009 - lista Tabela | tabela Classificação

especialDê seu palpite no Bolão Vip do Limão

A torcida botafoguense hostilizou o técnico Estevam Soares, que já tem seu trabalho questionado no clube e corre risco de demissão, e chamou o time de "sem vergonha". Afinal, o Botafogo ficou parado nos 25 pontos, em 18.º lugar. Já o Vitória, com o bom resultado no Rio, chegou aos 39 pontos, ainda sonhando com vaga na Libertadores.

Antes de a bolar rolar, a emoção tomou conta dos botafoguenses. A estátua de Nilton Santos foi inaugurada na entrada oeste do estádio. Prestigiaram o evento vários artistas, ex-jogadores e a mulher do homenageado, Maria Coeli. O eterno craque passou mais cedo no Engenhão para ver o monumento, mas não participou da cerimônia de inauguração - ele tem 84 anos de idade e luta contra o Mal de Alzheimer.

A estátua em homenagem a Nilton Santos, confeccionada pelo artista plástico Edgar Duvivier, mede aproximadamente dois metros e meio de altura - com mais dois metros de pedestal - e pesa cerca de quatrocentos quilos. Mas a alegria dos torcedores do Botafogo parou assim que o jogo começou.

O Botafogo não vence há 11 partidas no Brasileirão e só ganhou três dos 12 jogos disputados no Engenhão na atual edição do campeonato. Um desempenho muito ruim. E, neste domingo, a equipe novamente jogou mal em casa. Não tem organização tática, jogada ensaiada e criatividade. Melhor para o Vitória, que soube aproveitar as fragilidades do adversário e ganhou.

O primeiro gol do Vitória surgiu na etapa inicial. Aos 29 minutos, o lateral-esquerdo Leandro chutou cruzado, a bola desviou no zagueiro Juninho, bateu na trave e entrou. No segundo tempo, a equipe baiana fez mais dois belos gols, com Leandro Domingues, aos 41, e Gláucio, aos 43. Já nos acréscimos, Laio fez de cabeça o gol de honra do Botafogo. Mas não diminuiu o vexame.

BOTAFOGO 1 X 3 VITÓRIA

Botafogo - Jefferson; Emerson, Juninho e Wellington; Thiaguinho (Marquinho), Leandro Guerreiro, Jônatas (Laio), Lucio Flavio e Rodrigo Dantas; Eduardo (Jóbson) e Victor Simões. Técnico - Estevam Soares

Vitória - Viafara (Gléguer); Apodi, Wallace, Fábio Ferreira e Leandro; Vanderson, Magal, Willian (Gil) e Leandro Domingues; Neto Berola (Gláucio) e Roger. Técnico - Vagner Mancini

Gols - Leandro, aos 29 minutos do primeiro tempo; Leandro Domingues, aos 41, e Gláucio, aos 43, e Laio, aos 47 minutos do segundo tempo

Árbitro - Wallace Nascimento Valente (ES)

Cartão amarelo - Wallace, Leandro, Magal, Fábio Ferreira, Wellington, Willian, Leandro Guerreiro e Jônatas

Cartão vermelho - Emerson

Renda - R$ 177.820,00

Público - 11.852 pagantes

Local - Estádio do Engenhão, no Rio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.