Reprodução/Vitória Twitter
Reprodução/Vitória Twitter

Vitória leva virada do São Bento e sofre terceira derrota na Série B

Resultado também significou a primeira vitória do time paulista, agora com quatro pontos, em 12.º, e fora da zona do rebaixamento

Redação, Estadão Conteúdo

18 de maio de 2019 | 19h06

O processo de reformulação do Vitória, rebaixado ano passado no Campeonato Brasileiro, continua decepcionando a sua torcida. Neste sábado, no Barradão, perdeu para o São Bento, por 3 a 1, de virada, pela quarta rodada da Série B. Esta é a terceira derrota em quatro jogos do time baiano, com três pontos, em 15.º lugar. O resultado também significou a primeira vitória do time paulista, agora com quatro pontos, em 12.º, e fora da zona do rebaixamento.

O primeiro tempo começou bastante amarrado, com os dois times priorizando a marcação. O curioso é que na formação tática, ambos apresentavam um 4-3-3. O Vitória até tentou tomar as iniciativas ofensivas, mas mostrou muita dificuldade para chegar ao gol do visitante. O São Bento tinha o propósito de aproveitar os contra-ataques.

Desta forma, o time paulista conseguiu sua primeira boa chance para abrir o placar. Zé Roberto ganhou a bola no meio-campo e saiu em disparada ao lado de Régis e contra apenas um zagueiro. Perto da área, ele lançou Régis que chutou no alto, porém, o goleiro Lucas Arcanjo mandou a bola para escanteio, aos 33 minutos.

No minuto seguinte, Ruan Totó foi lançado nas costas da defesa, entrou na área e foi derrubado pelo goleiro Paulo Vitor. Um pênalti claro e bem marcado. Na cobrança, porém, Nickson tomou muita distância e deu a paradinha antes de chutar. A bola saiu fraca e Paulo Vitor caiu do lado direito para espalmar, aos 36 minutos. O centroavante Neto Baiano, batedor oficial, reclamou muito por não se escalado para a cobrança.

Mas no escanteio, feita pelo próprio Nickson, o atacante Felipe Garcia apareceu bem alto na primeira trave e desviou de cabeça para as redes: placar aberto aos 36 minutos. O time baiano quase ampliou aos 44, quando Felipe Garcia desceu pela direita e rolou para o chute de Nickson. No entanto, Wesley salvou em cima da linha. No rebote, Neto Baiano se atrapalhou e chutou para fora.

No segundo tempo, o São Bento voltou com uma troca. Saiu Paulinho para a entrada de Fernandes. Além disso, o técnico Doriva adiantou a marcação e pediu mais velocidade aos seus jogadores. Aos oito minutos, Minho arriscou o chute de fora da área e Lucas Arcanjo espalmou por cima do travessão.

No minuto seguinte, saiu o empate. Régis foi acionado pelo lado direito, levantou a cabeça e cruzou na segunda trave. O zagueiro Elton ganhou de cabeça e encobriu o goleiro Lucas, deixando tudo igual.

O time baiano sentiu o gol e não criou mais chances no ataque. O São Bento esperou o momento certo para liquidar a fatura. Isso aconteceu aos 33 minutos, quando Régis foi lançado em velocidade e bateu forte. O goleiro espalmou para o lado, mas a bola acabou na cabeça de Fábio Bahia que mandou para as redes.

Depois disso, a torcida ficou impaciente e deixou o Vitória ainda mais nervoso. O São Bento soube se fechar, inclusive, com a entrada do volante Doriva no lugar do atacante Minho. E ainda nos acréscimos ampliou, aos 49 minutos, após aliviada da defesa e que deixou a bola nos pés de Zé Roberto. O atacante avançou e tocou para Régis dentro da área. Ele driblou o goleiro, ainda deu um drible de corpo para derrubar o zagueiro Ramon e tocar para as redes.

O Vitória voltará a jogar no dia 26 diante do Atlético-GO, às 16 horas, em Goiânia. Antes disso, no dia 25, o São Bento vai receber em Sorocaba o Oeste, às 11 horas, em um duelo paulista.

FICHA TÉCNICA

VITÓRIA 1 X 3 SÃO BENTO

VITÓRIA - Lucas Arcanjo; Farinha (Wellison), Ramon, Everton Sena e Capa; Léo Gomes, Marciel e Nickson (Matheus Manga); Ruan Potó, Neto Baiano (Anselmo Ramon) e Felipe Garcia. Técnico: Claudio Tencati.

SÃO BENTO - Paulo Vitor; Bruno Moura, Wesley, Elton e Mansur; Fábio Bahia, Pablo (Cafu) e Paulinho (Fernandes); Régis, Minho (Doriva) e Zé Roberto. Técnico: Doriva.

GOLS - Felipe Garcia aos 36 minutos do primeiro tempo. Elton aos nove e Régis aos 49 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - José Mendonça da Silva Junior (PR).

CARTÕES AMARELOS - Ruan Potó e Marciel (Vitória). Paulo Vitor, Zé Roberto e Fernandes (São Bento).

RENDA - R$ 77.663,00.

PÚBLICO - 6.604 pagantes (7.226 total).

LOCAL - Barradão, em Salvador (BA).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.