Vitória massacra o Bahia: 6 a 2

O Vitória, do técnico René Simões, esperou apenas três minutos, com Alecsandro, para dar início à goleada de 6 a 2, neste domingo, sobre o arqui-rival Bahia, na Fonte Nova, em Salvador (BA).O início do clássico foi eletrizante. Depois do primeiro gol, logo o Vitória ampliou, após cobrança de falta perfeita do atacante Edilson, no ângulo esquerdo do goleiro. Aos 16, o Bahia descontou, com Dill, de cabeça. Mas, enquanto ameaçava a reação, acabou levando o terceiro, com Gilmar, aos 32 minutos.O começo do segundo tempo mostrou que este domingo era mesmo dia do Vitória. Aos 4 minutos, Gilmar foi à frente, chutou cruzado e fez o quarto. Oito minutos depois, Claudiomiro desviou cobrança de falta e marcou o quinto.A decepção foi o público, pois para pouco mais de 5 mil pagantes os jogadores fizeram um senhor espetáculo. Aos 32, o time de Renê Simões chegaria ao sexto gol. O meia Leandro Domingues havia acabado de entrar e conferiu. Miguel, de fora da área, já nos acréscimos, faria o segundo do Bahia.O impressionante resultado mantém o Vitória na liderança do Grupo 1 do Campeonato Baiano, com 14 pontos, ao lado do Ipitanga. No entanto, a equipe da capital leva a melhor no saldo de gols. O Bahia, mesmo sendo derrotado, também continua na ponta do Grupo 2, com 10 pontos - quatro a mais do que o Camaçari.

Agencia Estado,

20 de fevereiro de 2005 | 22h04

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.