Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE
AP/Natacha Pisarenko
AP/Natacha Pisarenko

Vitória na terça e mais dois resultados darão vaga antecipada ao Brasil na Copa

Seleção chega aos 30 pontos ao bater a seleção uruguaia por 4 a 1 em Montevidéu

Ciro Campos, enviado especial a Montevidéu, O Estado de S.Paulo

24 de março de 2017 | 07h23

A seleção brasileira precisa da combinação dos resultados de três jogos das Eliminatórias na próxima terça-feira para garantir vaga antecipada na Copa do Mundo da Rússia, em 2018. A equipe líder da competição garante presença com quatro rodadas de antecipação caso vença o Paraguai em São Paulo, mais Chile e Equador percam os jogos em casa para, respectivamente, Venezuela e Colômbia.

O Brasil chegou aos 30 pontos ao bater a seleção uruguaia por 4 a 1 em Montevidéu, nesta quinta-feira, e se consolidou na liderança, ao abrir sete pontos de vantagem para o segundo colocado, o próprio Uruguai. A classificação deixa a presença na Copa bastante encaminhada, mas ainda não confirmada matematicamente porque restam cinco jogos e mais 15 pontos em disputa para todas as dez equipes.

Com isso, a seleção brasileira terá de aguardar ou até terça-feira ou, quem sabe, até agosto, mês das próximas rodadas das Eliminatórias. Para se classificar com antecipação à Copa, uma equipe precisa abrir uma distância ao quinto lugar maior do que a pontuação possível de ser somada nos jogos restantes. Os quatro primeiros colocados estarão na Rússia, enquanto a quinta melhor campanha precisará jogar uma repescagem contra o campeão da Oceania.

O Equador e o Chile, quinto e sexto na tabela, têm 20 pontos e ambos ainda vão enfrentar o Brasil fora de casa antes do fim da competição. Contra o Paraguai, na terça, na Arena Corinthians, a seleção vai entrar em campo às 21h45 já ciente se os resultados de que precisa para se classificar antecipadamente foram favoráveis. Pois às 18h o Equador precisa perder para a Colômbia, em Quito, e às 19h, o Chile, em Santiago, teria de ser derrotada pela Venezuela, lanterna e já sem chances de classificação.

Após bater o Uruguai, Tite negou fazer contas e disse ter pedido para a comissão técnica logo após o jogo não lhe contar sobre os demais resultados da rodada. O treinador tem sete vitórias em sete partidas pelas Eliminatórias e minimizou os elogios que têm recebido da população brasileira. "Eu sou um colono que tem um monte de defeito. Se tenho uma virtude, é ser leal e dizer as coisas pela frente. Isso aprendi com os meus pais", disse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.