Vitória no Sul tranqüiliza Renato Gaúcho

Após a vitória do Fluminense sobre o Grêmio, pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro, o técnico Renato Gaúcho fez um desabafo nesta segunda-feira e lembrou que sempre "teve o grupo na mão". O treinador, que vinha tendo seu trabalho contestado, afirmou estar tranqüilo quanto a seu futuro à frente da equipe."A gente trabalha com o que tem e minha consciência me deixa tranqüilo quanto aquilo que realizo aqui", disse Renato Gaúcho ao desembarcar na tarde desta segunda-feira no Rio, depois do jogo em Porto Alegre. "Vejam o São Paulo que tomou de cinco do Paysandu. Já o Vitória goleou o Palmeiras e levou três em casa. Se olharmos sempre para resultados ruins neste Brasileiro vai ser um troca-troca sem fim de técnicos."Renato Gaúcho isentou o presidente do Fluminense, David Fischel, que na semana passada exigiu melhores resultados do time e especulou sobre a possibilidade de demissão do técnico. Para o treinador, o dirigente "cumpriu seu papel" ao cobrar uma boa performance.Já o presidente do Fluminense tentou disfarçar nesta segunda-feira as suas cobranças a Renato Gaúcho. O dirigente voltou a dizer que se os maus resultados continuassem "algo" teria que mudar, mas negou a intenção de demitir o treinador. "Já enfrentamos coisas piores e o Renato foi mantido no cargo", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.