Vitória promete atacar São Paulo para quebrar tabu

O empate por 1 a 1 com o Grêmio, em Porto Alegre, na última quarta-feira, não seria mau na teoria, mas desagradou ao elenco do Vitória. Os jogadores prometem ir para o ataque neste sábado, às 18h30, contra o São Paulo, no Barradão, para conquistar os três pontos que, acreditam, deixaram escapar nos últimos minutos no Olímpico.

TIAGO DÉCIMO, Agência Estado

17 de julho de 2010 | 08h17

"O resultado foi péssimo para a gente", afirma o goleiro Viáfara, contrariado com o gol contra feito pelo lateral Egídio aos 30 minutos do segundo tempo. "Vamos tentar recuperar agora."

O técnico Ricardo Silva concorda. "Mesmo jogando fora de casa, com a torcida contra e com o frio, nós conseguimos atacar", disse o treinador. "Agora, jogando aqui, temos a obrigação de ir ao ataque."

Se o Vitória conquistar o triunfo, vai atingir dois objetivos: fugir da zona de rebaixamento - o time, com 9 pontos, está na 16ª posição - e quebrar um longo tabu. Desde 2002, o São Paulo não sabe o que é perder para o rival baiano. São nove triunfos paulistas consecutivos.

E Silva sabe que precisa tomar cuidado com a equipe adversária. "Por ter perdido a última partida em casa (2 a 1 para o Avaí), eles devem vir para cima, também, para tentar recuperar os pontos perdidos."

Para manter o padrão de jogo, o técnico repetirá o time que iniciou a partida contra o Grêmio. O atacante Júnior, artilheiro da equipe na temporada, continua de fora por causa da

morte de seu pai, na terça-feira.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoVitóriaSão Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.