Vitória recebe Palmeiras com seriedade

A derrota de 3 a 0 que sofreu em pleno Estádio Barradão, para o Inter, sábado passado pelo Campeonato Brasileiro, acendeu a luz amarela para o elenco do Vitória que recebe o Palmeiras por uma vaga nas quartas-de-final da Copa do Brasil nesta quarta-feira, em casa, com larga vantagem no saldo de gols e liberdade para perder de até 5 a 0 para seguir no torneio. Os jogadores admitiram ter comemorado além da conta os 7 a 2 que aplicaram no Verdão na semana passada e não tiveram "pernas" para segurar o Inter. O técnico Joel Santana reclamou muito da atuação dos seus atletas e na reapresentação no início da semana alertou para os perigos da segunda partida contra o Palmeiras, uma equipe ferida e em processo de reformulação.Joel tem lembrado de uma situação semelhante que ocorreu com ele. "Quando dirigi o Flamengo recentemente, levamos 5 a 0 do Vitória no Barradão e na segunda partida fizemos 4 a 0 no time baiano no Maracanã e só não chegamos ao quinto gol porque tivemos um jogador expulso", contou. Por isso, o treinador não quer facilitar diante do Palmeiras.Joel tem alguns problemas para a partida. Não poderá contar com o atacante Zé Roberto, que arma a maioria das jogadas do time, pois ele recebeu o terceiro cartão amarelo. Alecsandro entra na vaga. O zagueiro Marcelo Heleno é dúvida devido a uma contusão no tornozelo esquerdo. Na defesa, o treinador também está preocupado com as atuações do zagueiro Aderaldo, que marcou três gols contra nas últimas seis partidas do Vitória. Mas ele deve ser mantido na equipe.O "carrasco" Nádson que marcou 4 gols contra o Palmeiras está confirmado. Como sempre vem fazendo nas partidas anteriores, Joel Santana não escala a equipe com antecedência. Ele acha possível surpreender o técnico adversário com uma modificação de jogador ou no esquema da equipe, de última hora, nos vestiários.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.