Vitória revela preocupação com grama sintética para duelo contra o Atlético-PR

Equipe de Alexandre Gallo encara a 10.ª rodada do Brasileiro na Arena da Baixada

Estadao Conteudo

25 de junho de 2017 | 08h14

Não bastasse a difícil situação na tabela de classificação, o Vitória terá um desafio extra para o jogo contra o Atlético Paranaense neste domingo, às 16 horas, em Curitiba, pela 10.ª rodada do Campeonato Brasileiro: a grama sintética da Arena da Baixada.

A preocupação do técnico Alexandre Gallo é tamanha que ele coordenou, na última sexta-feira, no CT do Vitória, em Salvador, um treino em um gramado artificial, visando melhorar a adaptação de seus atletas ao difícil duelo.

"Nosso sintético é parecido com o deles, um sintético misto também, e por isso treinamos aqui em função do jogo. Até para uma adaptação mais rápida dos atletas, fazer uma escolha melhor do calçado, qual chuteira se adapta melhor ao gramado. O gramado realmente faz uma grande diferença e o jogo lá se torna muito mais rápido", explicou o treinador.

A principal novidade entre os relacionados é a presença de Ramon, que retornou do empréstimo ao Maccabi Tel Aviv, de Israel. A zaga, contudo, deve ser formada por Kanu e Fred. O Vitória está apenas na 18.ª posição, com oito pontos, e enfrenta um adversário que venceu as suas últimas três partidas - todas por 1 a 0.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.