Dida Sampaio/Estadão
Dida Sampaio/Estadão

Vitória sobre o Catar foi bom início de preparação, dizem atletas da seleção

Jogadores destacam marcação forte e movimentação dos atacantes no triunfo por 2 a 0 em Brasília

Redação, O Estado de S.Paulo

06 de junho de 2019 | 00h13

Apesar da fragilidade do adversário, os atletas da seleção brasileira consideraram a vitória sobre o Catar por 2 a 0, nesta quarta-feira, como um bom início de preparação para a Copa América. "A equipe apresentou bom futebol. Procuramos manter a bola no chão. O adversário dificultou um pouco. A equipe jogou bem e criou oportunidades. Foi um bom início de preparação", afirmou o goleiro Ederson, que foi pouco exigido na partida disputada no estádio Mané Garrincha. No último lance, o Catar desperdiçou uma cobrança de pênalti ao acertar a trave.

O meia Phillipe Coutinho, um dos destaques da partida, considerou a vitória importante também do ponto de vista individual. "Fica um sentimento de felicidade. Não fiz uma boa temporada, foi abaixo do que eu esperava, do que muita gente esperava. Cheguei aqui com o intuito de evoluir e ter essa retomada de confiança. Só o trabalho que vai me dar a volta da confiança. Hoje, foi o primeiro jogo amistoso. Foi bom sair com a vitória. A sensação de a equipe ter jogado bem, pressionado e rendido bem nos dá essa felicidade"

O Brasil foi superior ao Catar. Com marcação na saída de bola, o time abafou o início da armação das jogadas e criou diversas oportunidades de gol, principalmente com Daniel Alves e Coutinho na criação. O atacante Richarlison, autor do primeiro gol da seleção brasileira, afirma a movimentação do ataque foi importante.

"O time criou boas chances e mostrou movimentação. Foi uma atuação importante para começar bem o trabalho pensando na Copa América", disse o atacante.

Após a vitória sobre o Catar, a delegação viaja na tarde desta quinta-feira para o Porto Alegre. Firmino e Alisson, campeões da Liga dos Campeões da Europa com o Liverpool, se apresentam na capital gaúcha e completam a lista de convocados. Domingo, a equipe enfrenta Honduras, no último amistos preparatório. O Brasil estreia na Copa América diante da Bolívia, no dia 14 de junho, no Morumbi. Em seguida, enfrenta a Venezuela, dia 18, em Salvador, e encerra sua participação na fase de grupos diante do Peru, no dia 22.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.