Vitória troca Arturzinho por Joel

Confirmando a tradição de que vencer clássico regional é mais importante que liderar uma competição, a direção do Vitória demitiu o técnico Arturzinho na noite desta segunda-feira, pouco mais de 24 horas depois da derrota por 3 a 1 para o Bahia na primeira das duas partidas das finais do Campeonato do Nordeste. A equipe rubro-negra baiana vinha de uma campanha irrepreensível. Liderou o torneio do inicio ao fim, terminando a primeira fase em primeiro lugar, com sete pontos de diferença para o segundo colocado.Nada disso foi levado em conta pelo presidente do Vitória Paulo Carneiro que dispensou Arturzinho e não deu maiores explicações. "Isso é normal no futebol, a gente achou que deveria mudar e mudamos, não vou entrar em detalhes pois a pessoa que sai prestou um grande serviço ao Vitória", disse, afirmando que o "futebol é assim mesmo". Carneiro contratou o técnico Joel Santana que assumiu o time hoje (07) mesmo.Acostumado a socorrer equipes em situações adversas, Joel terá uma semana para arrumar o Vitória para a partida de domingo no Barradão quando precisa vencer por uma diferença de dois gols para ser campeão.Demitido pela terceira vez do comando técnico do Vitória, Arturzinho, deixou o clube revoltado e revelou que o presidente Carneiro tentou interferir no seu trabalho antes do jogo de domingo passado, dando palpites sobre o modo de atuar do time durante a preleção. "Ele nunca tinha entrado na preleção e acho que tenso, por causa do jogo, se meteu em coisas indevidas e nós tivemos uma pequena discussão que culminou com o resultado negativo", disse, interpretando que a derrota foi usada como desculpa para demiti-lo. "Ele quer comandar tudo, quer que todo mundo diga amém e eu não nasci para isso", disse, magoado como mais essa "sacanagem" do Vitória. Ele informou que tinha contrato até 10 de julho e garantiu que vai querer receber tudo que tem direito. "Se não me pagarem vou entregar o caso aos meus advogados".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.