Vitória vence ABC na volta de Mancini e já aparece no G4 da Série B do Brasileiro

Seis anos depois de dirigir o Vitória o técnico Vágner Mancini voltou a comandar o time baiano dentro do Barradão. E recomeçou com o pé direito ao vencer o ABC, por 2 a 0, neste sábado à tarde, pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. Esta foi sua primeira vitória no comando da equipe, que aparece em terceiro lugar, com 16 pontos, atrás de Náutico, com 17, e do líder Botafogo, com 20. O ABC, que tinha vencido três jogos fora de casa, sem tomar gols, continua com 11 pontos, em uma posição intermediária.

Estadão Conteúdo

20 de junho de 2015 | 18h37

O curioso é que o time visitante começou melhor, dando duas pontadas perigosas na frente com o perigoso Kayke. Mas na primeira descida ao ataque, o time baiano abriu o placar, aos 18 minutos. O lateral Diogo Mateus fez o lançamento para Pedro Ken, nas costas de Suelinton. O baiano invadiu a área e teve tranquilidade para colocar por cima de Saulo.

Três minutos depois, aos 21, saiu o segundo gol em lance parecido. Desta vez o passe saiu dos pés de Amaral para Rogério, entre os dois zagueiros. Ele invadiu a área e chutou no canto de Saulo: 2 a 0. A boa vantagem sofreu um baque com a expulsão de Amaral, aos 34 minutos. Após cometer falta violenta sobre Ronaldo Mendes, o baiano foi expulso. Antes já tinha recebido o cartão amarelo. Mendes, machucado, nem voltou para o campo sendo substituído por Edno.

Dois minutos depois aconteceu o lance mais polêmico do jogo. Após cruzamento de Lima, do lado esquerdo, Kayke desviou para as redes e saiu comemorando. Mas a defesa reclamou, o árbitro foi consultar o auxiliar Cícero Alessandro e confirmou o impedimento do atacante potiguar. Lance difícil de ser anotado.

No segundo tempo, o ABC voltou com Bismark no lugar de Rafael Miranda para buscar os gols. E passou a levar perigo pelo lado esquerdo com Lima, que está se transferindo para o futebol português. O ABC perdeu duas boas chances para diminuir, em cruzamentos que atravessaram a pequena área.

Mancini tratou de recuar seu meio-campo e proteger o lado defensivo com as entradas de Rhayner e de Marcelo. O Vitória passou a tocar a bola e até abriu mão de tentar ampliar o placar nos contra-ataques. Mas deu sorte aos 34 minutos, quando Lima entrou livre pela esquerda e encobriu o goleiro Fernando Miguel. A bola ia entrando quando o zagueiro Ramon a desviou com a mão direita. Pênalti marcado e zagueiro expulso.

Na cobrança, porém, Kayke encontrou pela frente o "paredão" Fernando Miguel, que espalmou para o lado esquerdo. Foi seu terceiro pênalti defendido na Série B.

O Vitória enfrenta agora o Paysandu, já na terça-feira, às 21h50, em Belém, abrindo a nona rodada. No sábado, dia 27, às 16h30, o ABC vai receber o Náutico, no Estádio Frasqueirão, em Natal.

FICHA TÉCNICA

VITÓRIA 2 X 0 ABC

VITÓRIA - Fernando Miguel; Diogo Mateus, Guilherme Mattis, Ramon e Diego Renan; Amaral, Flávio (Marcelo), Pedro Ken e Escudero(Ednei); Rogério (Rhayner) e Elton. Técnico: Vágner Mancini.

ABC - Saulo; Igor Julião, Sueliton, Maurício e Lima; Fábio Bahia, Dedé, Rafael Miranda (Bismark) e Ronaldo Mendes (Edno); Fabinho Alves (Bruno Luís) e Kayke. Técnico: Gilmar Dal Pozzo.

GOLS - Pedro Ken, aos 18, e Rogério, aos 21 minutos do primeiro tempo.

CARTÕES AMARELOS - Fernando Miguel, Amaral e Pedro Ken (Vitória); Lima e Fábio Bahia (ABC).

CARTÕES VERMELHOS - Amaral e Ramon (Vitória).

ÁRBITRO - Paulo Henrique de Melo Salmazio (MS).

RENDA - R$ 94.608,00.

PÚBLICO - 6.972 pagantes.

LOCAL - Estádio Barradão, em Salvador (BA).

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSérie BVitóriaABC

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.