Bruna Prado / AP Photo
Bruna Prado / AP Photo

Vizeu celebra golaço pelo Fla e Juan festeja ao igualar marca de Júnior Baiano

Atletas avisam que nada está definido na semifinal da Copa Sul-Americana

Estadão Conteúdo

24 Novembro 2017 | 11h46

Ao acertar um chute de rara felicidade, pegando a bola pelo alto após a mesma ser escorada de cabeça por Willian Arão, Felipe Vizeu marcou o golaço que garantiu a vitória por 2 a 1 sobre o Junior Barranquilla, na noite de quinta-feira, no Maracanã, pelo confronto de ida das semifinais da Copa Sul-Americana.

+ Rueda exalta 'caráter e hombridade' do Flamengo em vitória de virada no Maracanã

+ Flamengo confirma fratura na clavícula de Diego Alves após vitória na Sul-Americana

Após o duelo, o atacante celebrou o fato de que pela segunda vez em sua carreira profissional marcou um gol no tradicional estádio e não escondeu a alegria pelo feito decisivo contra a equipe colombiana no Rio de Janeiro.

"É um motivo de muita felicidade. Primeiramente, quero agradecer a Deus e ao elenco", comemorou o jogador, que ao mesmo tempo procurou conter a euforia antes de encarar a partida de volta das semifinais, na próxima quinta, na Colômbia. "É uma emoção muito grande, mas sabemos que não tem nada definido ainda. Vamos continuar com humildade e dedicação no trabalho. Teremos um jogo muito duro na volta, então precisamos de muita humildade para que consigamos essa classificação", disse.

Juan, por sua vez, marcou de cabeça o gol que fez o Flamengo empatar o jogo em 1 a 1 com o Junior Barranquilla e, ao balançar as redes, atingiu um feito histórico pelo clube. Ele se igualou a Júnior Baiano como o zagueiro com mais gols pelo clube em todos os tempos, com 33 cada um.

Criado na base rubro-negra, o defensor festejou a marca e o fato de ter ajudado o time a conquistar a virada no placar no segundo tempo. "Estou muito feliz por chegar a um feito tão expressivo no meu time do coração. Espero que saiam mais alguns gols. É importante viajar para a Colômbia com essa vantagem. Agora vamos pensar no Brasileiro e depois voltar a focar na semifinal", disse Juan, em declarações ao site oficial do Flamengo.

Curiosamente, Juan atingiu a marca 20 anos depois de ter marcado o seu primeiro gol como profissional pelo clube. Na ocasião, então com apenas 18 anos de idade, também foi decisivo ao garantir o triunfo por 1 a 0 sobre o Internacional nas quartas de final da Copa do Brasil de 1997, também no Maracanã. Na época, ele entrou na equipe substituindo justamente Júnior Baiano.

Naquele mesmo ano, Juan balançou as redes por mais três vezes. Depois, ele acumulou mais um gol em 1998, dois em 1999, sete em 2000, nove em 2001 e seis em 2002, quando foi contratado pelo Bayer Leverkusen e iniciou uma trajetória de dez anos no futebol europeu, onde também defendeu a Roma antes de retornar ao Brasil para atuar pelo Internacional entre 2012 e 2015. De volta ao Flamengo em 2016, o veterano zagueiro de 38 anos contabiliza quatro bolas na rede nesta passagem atual.

Mais conteúdo sobre:
futebol Flamengo Juan Copa Sul-americana

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.